Portal do Governo Brasileiro

Quarta-feira, 18 de dezembro de 2013 às 18:27

Força Aérea Brasileira receberá 36 novos caças suecos Gripen NG

novos avioesO governo federal concluiu a licitação do Programa FX-2 para a aquisição de 36 caças Gripen NG para a Força Aérea Brasileira (FAB). No valor de US$ 4,5 bilhões, a serem pagos até 2023, o contrato prevê transferência de tecnologia e cooperação industrial. O Gripem NG substituirá os Mirage 2000, que serão aposentados nesta sexta-feira (20). O Gripen NG venceu a disputa contra o Rafale, da francesa Dassault; e o Super Hornet F-18, da norte-americana Boeing.

≫ Saiba mais sobre o resultado do Programa F-X2

A FAB informou que o Gripen NG permitirá ao Brasil enfrentar ameaças em qualquer ponto do território nacional com carga plena de armas, além de contribuir para que a indústria nacional se capacite para a produção de caças de última geração em médio e longo prazo. A decisão foi autorizada hoje pela presidenta Dilma Rousseff. Durante a cerimônia de cumprimentos de fim de ano das Forças Armadas, Dilma informou que já havia um vencedor para a disputa e destacou a necessidade de investimentos em Defesa.

“Somos de fato um país pacífico, mas não vamos ser indefesos. E aí a importância de todo esse processo de industrialização de defesa. Temos muito a avançar, é importante que se tenha consciência que um país com as dimensões do Brasil deve estar sempre pronto a proteger cidadãos, patrimônio e soberania (…) Devemos estar preparados para enfrentar qualquer ameaça, defender nosso patrimônio em regiões que já recebem nossa atenção, como é o caso da Amazônia, e em regiões cujo valor estratégico aumentou de forma exponencial, como o caso do pré-sal, nossa Amazônia azul”, disse.

novos avioes tabelaSegundo o ministro da Defesa, Celso Amorim, a vitória do caça sueco no Programa F-X2 deu-se por questões de caráter técnico. Ele explicou que a escolha foi objeto de estudos e ponderações muito cuidadosas e levou em conta performance, transferência efetiva de tecnologia e custos não só de aquisição, como de manutenção.

Pesaram também na escolha, segundo o brigadeiro Juniti Saito, aspectos relativos às contrapartidas comerciais (offsets) oferecidas pela proposta da Saab, de acordo com o disposto na Estratégia Nacional de Defesa (END).

“Temos várias indústrias que se ofereceram para contribuir ao desenvolvimento do caça. Ao fim do desenvolvimento, teremos acesso a toda a tecnologia do avião”, afirmou o comandante da FAB.

Blogue sobre isso

Achou este artigo interessante?

1) Acesse o seu blog e crie num novo post:

(se você não tem um blog, pode criar o seu, utilizando um destes serviços)

2) Use a URL abaixo para pingback/trackback:

3) Rascunhe aqui seu post.

(depois basta copiar e colar no seu blog)

Respostas em blog

Não existem respostas em blog deste artigo. Quer ser o primeiro a blogar este artigo?

Tweets

Portal da Copa

Portal da Copa

Instagram

Por e-mail

Receba os artigos do Blog do Planalto diariamente por e-mail preenchendo os campos abaixo:

Digite o seu e-mail:


Um e-mail de confirmação do FeedBurner&trade será enviado para você! Confirme no link que será enviado para o seu e-mail para receber os últimos artigos do Blog do Planalto.

-