Portal do Governo Brasileiro

Tamanho da fonte:


Segunda-feira, 9 de abril de 2012 às 16:42

Em encontro com Obama, Dilma afirma que desequilíbrio cambial prejudica países emergentes

Presidenta Dilma Rousseff durante encontro com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

A presidenta Dilma Rousseff reafirmou hoje (9), após encontro com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, na Casa Branca, em Washington, sua preocupação com o desequilíbrio cambial causado pelas políticas monetárias expansionistas dos países desenvolvidos. Segundo ela, estas políticas comprometem o crescimento dos países emergentes.

“Essas políticas monetárias solitárias, no que se refere à políticas fiscais, levam à desvalorização das moedas nos países desenvolvidos, levando ao comprometimento do crescimento dos países emergentes. Consideramos que o papel dos Estados Unidos nessa conjuntura e neste mundo multilateral que vem surgindo é muito importante”, afirmou.

Segundo a presidenta, os Estados Unidos têm um papel importante na contenção da crise e na retomada do crescimento econômico.

“A grande flexibilidade da economia norte-americana, a liderança na área de ciência, tecnologia e inovação tida pelos Estados Unidos e, ao mesmo tempo, as forças democráticas que fundam a nação americana tornam importante, muito importante os Estados Unidos, tanto na contenção da crise quanto na retomada da prosperidade”.

Dilma abordou o crescimento das relações comerciais entre Brasil e Estados Unidos e disse que o investimento brasileiro nos Estados Unidos já equivale a quase metade dos investimentos feito por norte-americanos no Brasil.

“O Brasil e os Estados Unidos têm crescentemente estreitado as suas relações comerciais e consubstanciado os investimentos recíprocos entre Brasil e Estados Unidos. O investimento brasileiro nos Estados Unidos, o investimento direto, já chega a 40% do total do investimento americano no Brasil”.

Durante o encontro, a presidenta Dilma convidou Barack Obama a participar da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, que será realizada em junho no Brasil.

“Eu tenho certeza que a cooperação entre o Brasil e também ao nosso estreito relacionamento e parceria é muito importante para o nosso país. Mas também para um desenvolvimento no século XXI, que se caracteriza, como é o tema da Rio +20 para qual eu convidei o presidente Obama, que é crescer, incluir e sermos capazes de conservar e proteger o ambiente. Que é, nada mais, nada menos, a definição de desenvolvimento sustentável”, disse a presidenta.


Posts Relacionados

Blogue sobre isso

Achou este artigo interessante?

1) Acesse o seu blog e crie num novo post:

(se você não tem um blog, pode criar o seu, utilizando um destes serviços)

2) Use a URL abaixo para pingback/trackback:

3) Rascunhe aqui seu post.

(depois basta copiar e colar no seu blog)

Respostas em blog

Não existem respostas em blog deste artigo. Quer ser o primeiro a blogar este artigo?

Tweets

Instagram

Por e-mail

Receba os artigos do Blog do Planalto diariamente por e-mail preenchendo os campos abaixo:

Digite o seu e-mail:


Um e-mail de confirmação do FeedBurner&trade será enviado para você! Confirme no link que será enviado para o seu e-mail para receber os últimos artigos do Blog do Planalto.

-