Portal do Governo Brasileiro

Tamanho da fonte:


Domingo, 24 de maio de 2015 às 16:25

Entenda como será a visita de Estado da presidenta Dilma Rousseff ao México

Brasil e México A visita de Estado de um presidente a outro país é o mais alto nível de contato diplomático entre dois governantes. Esse é o significado da visita que a presidenta Dilma Rousseff fará ao México, nos próximos dias 26 e 27 de maio. O encontro com o presidente mexicano Peña Nieto, na capital do país, “vai além das reuniões de trabalho. Ela tem todo um simbolismo, muito maior que uma visita oficial comum”, explica o embaixador do Brasil no México, Marcos Leal Raposo Lopes, em entrevista ao Blog do Planalto.

Por isso mesmo, existe uma série de cerimônias que caracterizam esse tipo de visita, embora com pequenas variações entre os países. Na maioria das vezes, inclui a salva de tiros; visita a locais relevantes para a história do anfitrião, como monumentos e templos; revista às tropas; e visita ao Poder Legislativo.

Na visita de Estado, Dilma vai irá a locais relevantes para a nação mexicana, como o Altar da Pátria (esq.), o Palácio Nacional (dir. superior) e o Senado (esq. inferior). Fotos: Guilherme Rosa/PR

Na visita de Estado, Dilma vai visitar locais relevantes para a nação mexicana, como o Altar da Pátria (esq.), o Palácio Nacional (dir. superior) e o Senado (esq. inferior). Fotos: Guilherme Rosa/PR

No caso da presidenta Dilma, a visita tem início com uma homenagem no Altar da Pátria, no parque de Chapultepec, onde ela vai fazer uma breve reverência e ofertar um arranjo floral. “O monumento comemora a resistência dos jovens alunos da Academia Militar Mexicana durante a guerra contra os Estados Unidos”, diz Raposo. No altar, construído em 1952, além da execução dos hinos nacionais brasileiro e mexicano, haverá salva de tiros, executada por integrantes do exército do país anfitrião, como forma de honra militar à presidenta.

Em seguida, Dilma será recebida pelo presidente Peña Nieto na sede do Poder Executivo, o imponente Palácio Nacional. O prédio foi construído em 1526 e remodelado em 1695 após um grande incêndio. “Normalmente, quando as visitas aqui são oficiais, elas não se dão no Palácio Nacional, mas como é uma visita de Estado, é no Palácio Nacional. O prédio começou a ser construído logo após a chegada dos espanhóis. É um belíssimo palácio e onde a presidenta será recebida com todas as honras de chefe de Estado”, explica o embaixador.

No palácio haverá revista às tropas, como uma demonstração de confiança à presidenta Dilma, cumprimento das delegações dos dois países, reuniões de trabalho e um almoço oferecido pelo presidente mexicano.

No dia seguinte, a presidenta vai receber uma homenagem do Poder Legislativo no Senado mexicano, encerrando assim os principais ritos cerimoniais da visita. “O que faz dessa visita ser uma vista de Estado são esses pequenos detalhes de protocolo a mais do que uma visita de trabalho normal”, finaliza o embaixador Raposo.

Imprima:Imprimir

Posts Relacionados

Blogue sobre isso

Achou este artigo interessante?

1) Acesse o seu blog e crie num novo post:

(se você não tem um blog, pode criar o seu, utilizando um destes serviços)

2) Use a URL abaixo para pingback/trackback:

3) Rascunhe aqui seu post.

(depois basta copiar e colar no seu blog)

Respostas em blog

Não existem respostas em blog deste artigo. Quer ser o primeiro a blogar este artigo?

Tweets

Instagram

Por e-mail

Receba os artigos do Blog do Planalto diariamente por e-mail preenchendo os campos abaixo:

Digite o seu e-mail:


Um e-mail de confirmação do FeedBurner&trade será enviado para você! Confirme no link que será enviado para o seu e-mail para receber os últimos artigos do Blog do Planalto.

-