Portal do Governo Brasileiro

Tamanho da fonte:


Terça-feira, 29 de março de 2016 às 11:20

Dilma assina acordo com OMC que reduz custos de transações em 14,5%

Presidenta assina a carta de ratificação do Acordo de Facilitação do Comércio da OMC. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Presidenta assina a carta de ratificação do Acordo de Facilitação do Comércio da OMC. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

A presidenta Dilma Rousseff assinou, na manhã desta terça-feira (29), o instrumento de ratificação do Acordo de Facilitação do Comércio da Organização Mundial do Comércio (OMC). A medida, que teve o apoio da FiespFirjan e CNI, segundo o diretor-geral da OMC, Roberto Azevêdo, diminuirá o custo das transações comerciais com outros países em torno de 14,5%, além de desburocratizar o comércio exterior e tornar as exportações brasileiras mais competitivas.

Para Roberto Azevêdo, o instrumento “é uma bela sinalização para o mundo de que o Brasil quer se modernizar, quer se inserir mais no comércio internacional e na economia mundial”.

O Brasil se tornou o 72º membro da OMC a ratificar o Acordo de Facilitação do Comércio. Para o documento entrar em vigor, são necessárias 135 ratificações, ou seja, dois terços dos membros. Azevêdo diz que o comércio mundial crescerá quase 10%, movimentando em torno de US$ 13 trilhões a mais.

“Nós estamos chegando no momento em que a maioria dos países está concluindo esse processo interno de trâmite nos parlamentos, congressos e executivos, mas os trâmites são muito diferentes, com tempos diferentes. Só nesse ano recebemos oito. Não houve nenhum país, dos que passei, em que dissessem: ‘isso vai ficar para depois.’ Todos eles me dizem: ‘estamos caminhando com o processo, queremos ratificar’”, disse o diretor.

Ele destacou a importância do desenvolvimento do comércio brasileiro para alavancar a economia do País. “Para o Brasil, não resta a menor dúvida de que o comércio é um elemento importante da equação para retomar o crescimento, para criar empregos. Há oportunidades no mundo inteiro e a ideia é de facilitar a penetração dos produtos brasileiros no mercado mundial”. 

 

Imprima:Imprimir

Posts Relacionados

Blogue sobre isso

Achou este artigo interessante?

1) Acesse o seu blog e crie num novo post:

(se você não tem um blog, pode criar o seu, utilizando um destes serviços)

2) Use a URL abaixo para pingback/trackback:

3) Rascunhe aqui seu post.

(depois basta copiar e colar no seu blog)

Respostas em blog

Não existem respostas em blog deste artigo. Quer ser o primeiro a blogar este artigo?

Tweets

Instagram

Por e-mail

Receba os artigos do Blog do Planalto diariamente por e-mail preenchendo os campos abaixo:

Digite o seu e-mail:


Um e-mail de confirmação do FeedBurner&trade será enviado para você! Confirme no link que será enviado para o seu e-mail para receber os últimos artigos do Blog do Planalto.

-