Portal do Governo Brasileiro

Tamanho da fonte:

Terça-feira, 28 de maio de 2013 às 15:59

Governo inclui tratamento domiciliar de câncer em lista de procedimentos obrigatórios dos planos de saúde

O tratamento do câncer em casa, com o uso de 36 medicamentos orais, foi incluindo entre os procedimentos obrigatórios que devem ser ofertados pelos planos de saúde. A medida, anunciada nesta terça-feira (28), em Brasília, passará por consulta pública e receberá contribuições entre 7 de junho e 7 de julho. O grupo de medicamentos compõe lista de 80 procedimentos que serão ofertados a partir de janeiro de 2014. Outros 30 ainda terão o uso ampliado.

» Leia mais sobre a ampliação do rol de procedimentos obrigatórios no Portal da Saúde

Segundo o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, também é obrigação dos planos de saúde comunicarem aos seus segurados a disponibilidade dos medicamentos e procedimentos, sendo que os remédios orais serão administrados na residência do paciente. Atualmente, os planos de saúde só são obrigados a realizar o tratamento em hospitais e unidades de saúde. Atualmente, as pessoas com câncer precisam recorrer ao Sistema Único de Saúde (SUS) ou ao Poder Judiciário para receber tratamento em casa.

“Estamos seguros de que não é correto esses medicamentos não serem cobertos pelos planos de saúde. A ANS fez um debate detalhado e tem o poder de estabelecer regras para as operadoras. É responsabilidade do ministério e da ANS reforçar o monitoramento e garantir o direito do cidadão”, afirmou Padilha. A atualização do rol de procedimentos ocorre a cada dois anos e a revisão é feita para garantir o acesso ao diagnóstico, tratamento e acompanhamento das doenças por meio de técnicas mais modernas.

Segunda-feira, 29 de abril de 2013 às 9:32

Café com a Presidenta: 872 mil jovens de todo Brasil estão na universidade com apoio do Fies

Agenda presidencialNo programa Café com a Presidenta desta segunda-feira (29), a presidenta Dilma Rousseff destacou a importância do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies), que é responsável por mais de 12% das matrículas nas universidades. Dilma lembrou que são mais de 872 mil universitários com apoio do fundo, e que 80% deles têm renda familiar menor do que um salário mínimo por pessoa.

“Isso mostra que o Fies está ajudando os jovens mais pobres a realizar o sonho de fazer uma faculdade, de se formar no curso que escolheram e de conseguir um trabalho melhor. (…) Todo o esforço do meu governo é para ajudar o nosso jovem a concluir seu curso e não deixar ninguém parar a faculdade no meio porque teve algum problema e não consegue mais pagar as mensalidades. O Brasil precisa do talento de todos os brasileiros e brasileiras, e precisa garantir a todos eles o direito de estudar e de melhorar de vida”, afirma.

Dilma também lembrou que médicos e professores podem quitar seus financiamentos integralmente ao trabalhar na rede pública de saúde, ou dando aulas em escolas públicas. A cada mês trabalhado no hospital ou na sala de aula diminui a dívida com o Fies em 1%. Então, esses profissionais conseguem, com cerca de oito anos de trabalho, pagar tudo o que devem.

“Com o Fies, com o ProUni, com a ampliação das vagas nas nossas universidades federais e nos institutos tecnológicos, com a Lei de Cotas, nós estamos removendo aquelas velhas barreiras que durante muitos anos impediram os nossos jovens de entrar para uma universidade. Nós estamos fazendo uma transformação histórica no nosso país, estamos aumentando a chance que os nossos jovens têm de estudar, ter uma profissão, conseguir um bom emprego e melhorar a sua vida e a vida de sua família”, conclui.

Leia o artigo completo »

Terça-feira, 23 de abril de 2013 às 9:00

Dilma fala sobre o Farmácia Popular, combate aos efeitos da estiagem e segurança nas fronteiras

Conversa com a PresidentaNa coluna Conversa com a Presidenta desta terça-feira (23), a presidenta Dilma Rousseff falou sobre o Plano Estratégico de Fronteiras, que envolve as Forças Armadas e as polícias federal e estadual; os instrumentos para proteger os rebanhos dos efeitos da estiagem; e o programa Aqui Tem Farmácia Popular, que já beneficiou, desde 2011, 17,9 milhões de pessoas, com 14 milhões recebendo medicamento gratuitamente.

“O programa Aqui Tem Farmácia Popular está presente em 3.779 municípios brasileiros, inclusive em 1.282 que têm um percentual elevado de população extremamente pobre. (…) Hoje, 14 medicamentos são oferecidos gratuitamente à população e outros 11 comercializados com até 90% de desconto. O número de farmácias cresceu de 15 mil em 2011 para 25,7 mil em 2013”, detalhou.

Sobre o apoio a pequenos produtores rurais na região do Semiárido Nordestino, a presidenta lembrou que, neste momento, o governo está dando apoio emergencial aos criadores com a venda subsidiada de milho, a R$ 18 a saca. Ela afirmou que está sendo preparado um programa para apoiar a formação de estoques de alimentação animal na região para os períodos de estiagem.

“Vamos estimular a armazenagem de alimentação animal, ampliar a pesquisa agropecuária e a assistência técnica nessa área, e fomentar o cultivo de forragens nativas e exóticas adaptadas ao semiárido, para manter o rebanho. A palma forrageira é uma das melhores soluções já identificadas, e por isso teremos uma rede de multiplicação e distribuição de mudas forrageiras com qualidade genética e fitossanitária, para agricultores familiares do Nordeste”, explicou.

Leia o artigo completo »

Terça-feira, 16 de abril de 2013 às 8:00

Agenda: em Minas, retomada de produção de insulina e entrega de unidades habitacionais

Agenda presidencialA presidenta Dilma Rousseff participa, nesta terça-feira (16), às 9h, de cerimônia de lançamento da retomada da produção nacional de insulina humana no Brasil, no Teatro Sesiminas, em Belo Horizonte. Às 11h30, entrega 1.640 unidades do Residencial Alterosa, no âmbito do Programa Minha Casa Minha Vida; além de ônibus escolares, máquinas retroescavadeiras e motoniveladoras para prefeitos do estado. A volta para Brasília está prevista para as 14h.

Sexta-feira, 1 de março de 2013 às 16:41

O Brasil está se transformando em um país de classe média, afirma Dilma

A Ilha do Governador recebeu, no dia do aniversário do Rio de Janeiro, um hospital que vai beneficiar 900 mil usuários do Sistema Único de Saúde. Durante o evento de inauguração do Hospital Municipal Evandro Freire, nesta sexta-feira (1º), a presidenta Dilma Rousseff destacou a qualidade das instalações. Ela ainda falou dos avanços sociais com a geração de emprego, renda e combate à miséria que estão transformando o Brasil em um país de classe média.

“E agora eu estou aqui junto com o ministro Padilha participando da inauguração de um hospital dessa qualidade. Muito feliz porque eu acredito que o nosso país está se transformando num país de classe média. E está se transformando porque criamos empregos, aumentamos a renda e combatemos a pobreza. Dos 36 milhões de brasileiros cadastrados no Bolsa Família, nenhum deles está abaixo da linha da pobreza extrema”, disse.

A presidenta também elogiou a qualidade da estrutura para atendimento dos usuários de crack. Dos 120 leitos do hospital, 15 serão destinados para internação de dependentes químicos. Com 800 funcionários, a unidade tem capacidade para 6 mil consultas, 200 cirurgias e 450 internações por mês, nas especialidades de Cirurgia Geral, Anestesiologia, Nefrologia e Trauma. O custeio dos atendimentos e internações será de R$ 55 milhões, com R$ 29 milhões de contrapartida do Ministério da Saúde.

Confira a íntegra

 

Terça-feira, 26 de fevereiro de 2013 às 6:00

Agenda: encontro com o governador do Ceará

Agenda presidencialA presidenta Dilma Rousseff recebe, nesta terça-feira (26), às 15h, o governador do Ceará, Cid Gomes. Às 17h, ela se reúne com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013 às 6:00

Agenda: encontro com o ministro da Saúde

Agenda presidencialA presidenta Dilma Rousseff se reúne, nesta quinta-feira (14), às 15h, com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Quarta-feira, 30 de janeiro de 2013 às 12:23

Ministério da Saúde investirá R$ 1,6 bilhão em construção e reforma de Unidades Básicas de Saúde

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, apresentou, nesta terça-feira (29), durante o Encontro Nacional com Novos Prefeitos e Prefeitas, os principais investimentos da Pasta para os municípios, incluindo R$ 1,6 bilhão para a construção, ampliação e reforma de Unidades Básicas de Saúde (UBS); R$ 520 milhões para 225 projetos de apoio à construção de Unidade de Pronto Atendimento (UPA); e R$ 3,6 bilhões, até 2014, para o Programa Brasil Sorridente.

“O Ministério da Saúde quer levar saúde com qualidade para perto das pessoas, para onde elas moram. Isso será possível meio na construção e reforma de UBS e com mais profissionais de saúde”, afirmou. A meta para este ano, segundo o ministro, é construir 1.253 de novas UBS, ampliar 5.629 e reformar 4.348. O Programa de Requalificação de UBS já beneficiou 3.872 municípios em todo Brasil. Entre 2010 e 2011, foi investido R$ 1,16 bilhão na contratação de 3.966 unidades em mais de 2,5 mil cidades.

Leia o artigo completo »

Segunda-feira, 28 de janeiro de 2013 às 13:49

Dilma pede que ministro da Saúde permaneça em Santa Maria coordenando apoio às vítimas

A presidenta Dilma Rousseff telefonou nesta segunda-feira (28) para o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e pediu que ele permaneça no Rio Grande do Sul monitorando o trabalho de apoio aos feridos durante o incêndio ocorrido no último domingo (27) em uma boate de Santa Maria.

O Ministério da Saúde deslocou para Santa Maria membros da Força Nacional do Sistema Único de Saúde (SUS) e intensificou ações das Unidades de Suporte Avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), equipados com respiradores. Mobilizou hospitais das redes pública e privada da região, com 64 leitos de UTI e 36 leitos de semi-UTI, em Porto Alegre.

O Ministério da Saúde se articulou com o governo e a Polícia Rodoviária do Paraná para envio de duas aeronaves, equipe médica completa e equipamentos para transporte das vitimas do incêndio. Da cidade de Tatuí, em São Paulo, foram enviadas cinco ambulâncias UTI do SAMU, com 30 respiradores e 30 oxímetros (mede a quantidade de oxigênio no sangue) para Santa Maria, onde também o Ministério da Saúde montou uma estrutura composta de 20 equipes de médicos e psicólogos de apoio e assistência, 24 horas por dia, aos familiares das vítimas da tragédia.

Padilha também colocou à disposição dois centros de queimados de referência em Porto Alegre, a Unidade de Emergência do Grupo Hospital Conceição (GHC) e leitos de UTI nas cidades de Canoas e Caxias.

Sexta-feira, 25 de janeiro de 2013 às 19:01

Brasil não pode abrir mão de assegurar moradia adequada para a população, afirma Dilma

A presidenta Dilma Rousseff afirmou, nesta sexta-feira (25), em São Paulo, durante a entrega de 300 unidades habitacionais do Residencial Iguape, que o país não pode abrir mão de assegurar condições adequadas de moradia. Segundo ela, o Minha Casa, Minha Vida é um dos maiores programas de habitação popular do mundo e faz parte do esforço de melhorar a qualidade de vida da população.

“Hoje o Brasil tem de fato um dos maiores programas de moradia popular do mundo. (…) Um país como o Brasil, com 84% da população morando em cidades, não pode abrir mão de assegurar para essa população condições adequadas de moradia. (…) Gente com responsabilidade tem de ver que a sua população não pode morar em favela, em condições inadequadas”, afirmou.

O residencial, que beneficiará 1,2 mil pessoas, conta com 15 blocos, cada um com 20 apartamentos de 45,11 m², sendo um total de 15 unidades adaptadas para pessoas com deficiência. O empreendimento também conta com infraestrutura interna e externa – redes de água, esgotamento sanitário, drenagem, coleta de lixo, energia elétrica, pavimentação, entre outros -, além de salões comunitários e área de lazer.

Ambulância

A presidenta ainda fez a entrega de 84 ambulâncias para o Samu 192 do município de São Paulo, com o objetivo de renovar a frota. De acordo com o Ministério da Saúde, o investimento total para aquisição dos automóveis e equipamentos foi de R$ 10,3 milhões – custo de R$ 122,7 mil por unidade.

Confira a íntegra

 

Tweets

Portal da Copa

Portal da Copa

Instagram

Por e-mail

Receba os artigos do Blog do Planalto diariamente por e-mail preenchendo os campos abaixo:

Digite o seu e-mail:


Um e-mail de confirmação do FeedBurner&trade será enviado para você! Confirme no link que será enviado para o seu e-mail para receber os últimos artigos do Blog do Planalto.

-