Portal do Governo Brasileiro

Tamanho da fonte:


Segunda-feira, 2 de março de 2015 às 15:02

Rio em festa, turismo em festa, por Vinícius Lages

redes_ppl_lages_02_03

Em artigo publicado ontem (01), no jornal O Dia, o ministro do Turismo, Vinícius Lages, fez uma homenagem aos 450 anos do Rio de Janeiro e descreveu a cidade como ícone da identidade cultural brasileira. Além disso, o ministro destacou os investimentos realizados na melhoria da infraestrutura turística do Rio, aumentando ainda mais a capacidade da cidade maravilhosa de se manter como principal destino turístico do País.     

Confira abaixo a íntegra do artigo.

Rio em festa, turismo em festa

 Tema de livros, poemas, músicas e filmes. Ícone da identidade cultural brasileira. Berço da Bossa Nova. Cidade-síntese da brasilidade que encanta o mundo com o seu jeito alegre e hospitaleiro. Exemplo de convívio entre natureza e cidade. Expressão da boemia nacional que já teve entre seus frequentadores nomes como Vinícius de Moraes e Tom Jobim. Baluarte do turismo. 

Hoje é dia do Brasil render sua homenagem para aquele destino que responde por um em cada três turistas estrangeiros que entram no país a procura de lazer e um em cada quatro entre aqueles que têm nos negócios o principal motivo da viagem. O Rio de Janeiro completa 450 anos e o Turismo se curva para parabenizar a capital carioca, cidade que oferece uma oferta ampla e variada para o visitante.

O sol e praia, a gastronomia, a cultura, a arquitetura, a vida noturna, os parques, as pessoas e a excelência na organização de grandes celebrações como o carnaval e Réveillon garantem uma experiência completa para diversos públicos na capital carioca. Diante de tantos atributos, seria impossível pensar o turismo nacional sem essa importante âncora que gera fluxo não apenas para municípios vizinhos como para todo o Brasil.  

De acordo com o Índice de Competitividade do Turismo Nacional, elaborado pelo Ministério do Turismo, o Rio de Janeiro é o destino brasileiro melhor avaliado na dimensão atrativos turísticos. O estudo levou em consideração a variedade de atrativos da cidade, tais como o Corcovado, o Pão de Açúcar e a Floresta da Tijuca. A lista inclui ainda o patrimônio cultural do Samba e da Bossa Nova, além de templos do esporte como o Maracanã.

Entre as cidades beneficiadas mais diretamente pelo transbordo do turismo na cidade maravilhosa temos Niterói, Angra dos Reis, Paraty e Búzios. O Ministério do Turismo tem um investimento total de R$ 180,6 milhões no estado do Rio de Janeiro. São recursos destinados a melhorar a infraestrutura turística da cidade tanto na capital quanto nos municípios vizinhos.

A aproximação dos Jogos Olímpicos garante uma perspectiva ainda mais positiva para um futuro próximo. A aplicação de R$ 6,6 bilhões previstos na matriz de responsabilidades e dos R$ 24 bilhões do Plano de Legado vão acelerar uma série de investimentos historicamente necessários e tornar a cidade ainda mais competitiva no turismo mundial. Se repetirmos a experiência da Copa do Mundo, quando 83,2% dos turistas que viajaram ao Rio disseram que a cidade superou ou atendeu plenamente às expectativas, a cidade maravilhosa será palco de mais um momento inesquecível.

Olhando para o retrovisor ou para o horizonte, motivos não faltam para o Rio de Janeiro comemorar. Para o Turismo, ter um exemplo como a capital carioca, onde o setor desenvolve o seu potencial econômico na geração de empregos, renda e entrada de divisas também é motivo de festa. A cidade com os braços abertos tem diversos aspectos que servem de modelo e podem inspirar gestores públicos e iniciativa privada de outras localidades.   

 

 

Domingo, 1 de março de 2015 às 20:25

Tenho um compromisso com o futuro do Rio, afirma presidenta Dilma

"Estamos aqui construindo os próximos 450 anos. Então, Rio, conte conosco", assegurou a presidenta. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

“Estamos aqui construindo os próximos 450 anos. Então, Rio, conte conosco”, assegurou a presidenta. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

A presidenta Dilma Rousseff reafirmou a parceria de seu governo com a cidade do Rio de Janeiro, que envolve o governo estadual, além do municipal. Ela destacou as obras e os projetos em preparação para a realização dos Jogos Olímpicos. As declarações foram feitas durante cerimônia de aniversário de 450 anos, realizada neste domingo (1º) no Palácio da Cidade.

“Temos um compromisso com o presente e o futuro dessa cidade. Estamos aqui construindo os próximos 450 anos, construindo as condições para que o Rio seja essa cidade fantástica de se viver, tem uma alegria contagiante. Então, Rio, conte conosco. Estaremos presentes para garantir todas as obras, os projetos de resgate cultural, social e histórico dessa cidade que vai receber uma das maiores eventos do mundo que são as Olimpíadas, deste desafio que é abraçar o mundo recebendo todos os 205 países”, declarou.

Confira a íntegra

Domingo, 1 de março de 2015 às 18:03

Dilma: Transformação urbana de porte é possível com parceria entre governos e iniciativa privada

"O Rio tem vários corações e eles batem simultaneamente", disse a presidenta sobre a melhor integração da cidade com a obra, preservando espaço aos pedestres, além da inauguração do Palácio Madureira. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR.

“O Rio tem vários corações e eles batem simultaneamente”, disse a presidenta sobre a melhor integração da cidade com a obra, preservando espaço aos pedestres, além da inauguração do Palácio Madureira. Dilma faz percurso inaugural e corta fita com demais autoridades. Fotos: Roberto Stuckert Filho/PR.

A presidenta Dilma Rousseff, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, e o governador do estado, Luiz Fernando Pezão, inauguraram, neste domingo (1º), o Túnel Rio 450, obra que marca o aniversário da Cidade Maravilhosa. Em seu discurso, Dilma reafirmou a parceria do governo federal com governos locais em continuar transformando as condições urbanas em todo o Brasil.

“Nós estamos provando aqui que uma transformação de porte é possível, combinamos a parceria público privada, nós aqui combinamos recursos do governo federal, do governo do estado, da prefeitura e da iniciativa privada. Isso é muito importante porque gera emprego, gera melhores condições de vida e gera melhor mobilidade urbana e a ocupação cultural e de lazer de uma cidade”,
declarou Dilma.

Neste contexto, Dilma destacou também o fundamental compromisso do governo federal com a transformação da cidade nos investimentos em mobilidade urbana. Dilma lembrou da Transcarioca e de investimentos no metrô.


“Temos o compromisso aqui de transformar as condições da cidade do Rio de Janeiro. Fiquei muito feliz no ano passado quando eu vim aqui inaugurar a Transcarioca, que corta a cidade transversalmente e permite que milhares e milhares tenham transporte de qualidade. Nossa linha 4 do metrô, que eu tenho orgulho de sempre dizer que sai de Ipanema via Rocinha – porque o nosso compromisso é esse, de unir o morro com o litoral, no que se refere ao governo federal, unir o Brasil junto à cidade e ao estado”,
enfatizou.

Dilma finalizou dizendo que a esse aniversário abre caminho para comemorar os próximos 450 anos garantindo que o Rio continue uma das cidades mais bonitas do mundo.

Confira a íntegra

Domingo, 1 de março de 2015 às 15:29

Presidenta Dilma entrega túnel no aniversário de 450 anos do Rio de Janeiro

A presidenta Dilma Rousseff participa neste domingo, 1º de março, da entrega do túnel Rio450, no Rio de Janeiro. A obra integra a Via Binário do Porto – importante complexo de ruas na região portuária do Rio – ao centro da capital fluminense. A inauguração faz parte das comemorações pelo aniversário de 450 anos da cidade.

Com 1.480 metros de extensão e capacidade de fluxo para 55 mil veículos por dia, o Rio450 será o primeiro túnel subterrâneo do Rio de Janeiro e contará com um sistema de monitoramento de alto padrão tecnológico. Ao todo, são 32 câmeras de segurança, além de equipes posicionadas estrategicamente na entrada e na saída da via para monitorar o tráfego durante 24 horas e garantir o atendimento rápido das ocorrências.

Para o secretário municipal de Transportes, Rafael Picciani, o Túnel Rio 450 facilitará muito a saída do centro do Rio. “Como este é um túnel com três faixas de rolamento, sem paradas, o acesso será muito mais rápido. Na Avenida Rodrigues Alves havia sinais de trânsito. Agora, o carioca tem uma saída muito mais rápida para a região portuária”, avalia.

O túnel Rio450 será o primeiro túnel subterrâneo do Rio de Janeiro. A via tem capacidade de fluxo para 55 mil carros por dia. Foto: Divulgação Cdurp.

O túnel Rio450 será o primeiro túnel subterrâneo do Rio de Janeiro. A via tem capacidade de fluxo para 55 mil carros por dia. Foto: Divulgação Cdurp.

A construção do túnel Rio450 foi viabilizada através de PPP entre a prefeitura do Rio e a concessionária Porto Novo, contratada para a construção e manutenção da via até 2026.

Revitalização da área central
A construção do túnel Rio450 faz parte de  projeto de revitalização da região central do Rio de Janeiro, que pretende preservar o patrimônio histórico da cidade e instituir um novo conceito de mobilidade urbana para a capital.

Segundo o presidente da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (Cdurp), Alberto Gomes Silva, a ideia é priorizar as pessoas em relação aos automóveis:

“O novo sistema viário que está sendo implantado muda a lógica do transporte e do trânsito no Rio de Janeiro colocando, sobretudo nessa região, as pessoas em primeiro lugar em relação aos carros. Literalmente, os carros vão passar por baixo para liberar espaço para as pessoas na superfície. Isso permite a recuperação de grande parte do patrimônio histórico da região”, destaca.

De acordo com Alberto Silva, o objetivo de todo o projeto de revitalização é estimular mais pessoas a morar no centro do Rio.

“O objetivo maior da operação urbana é produzir um centro da cidade mais povoado, já que é o local que concentra o maior número de empregos. Um maior o número de pessoas que moram próximas do trabalho, exigem menos deslocamentos pela cidade, o que tem impacto direto no trânsito, na segurança pública e resulta em qualidade de vida para as pessoas”, afirma.

Para o presidente da Cturb, Alberto Silva, o túnel Rio 450 faz parte de um projeto que pretende priorizar as pessoas em relação aos carros. Literalmente, os carros vão passar por baixo para liberar espaço para que as pessoas possam viver melhor", destaca. Foto: Ana Carolina Melo - Gabinete Digital/PR.

Para o presidente da Cturp, Alberto Silva, o túnel Rio 450 faz parte de um projeto que pretende priorizar as pessoas em relação aos veículos. “Literalmente, os carros vão passar por baixo para liberar espaço para as pessoas”. Foto: Ana Carolina Melo – Gabinete Digital/PR.

De acordo com a Cturp, a meta é que, com as obras de revitalização, infraestrutura e melhoria do sistema viário da região central, o número de moradores do centro do Rio salte dos atuais 32 mil para 100 mil, nos próximos dez anos. Segundo Alberto, o modelo de cidades em que as pessoas trabalham no centro e moram nas periferias resultou no cenário urbano de cidades engarrafadas que temos hoje no Brasil. “Precisamos alterar essa lógica. O Rio450 faz parte desse processo”, defende.

Mobilidade urbana
O sistema de transporte que está sendo implantado na área central do Rio de Janeiro adota o conceito de transporte integrado, com espaços para pedestres, ciclovias e vias planejadas. Como enfatiza Alberto Silva, o princípio adotado é priorizar o transporte público em relação ao transporte individual.

Para isso, até 2016, o veículo leve sobre trilhos (VLT) e o transporte rápido por ônibus (BRT) já estarão operando, o que permitirá a racionalização dos sistemas de mobilidade do Rio de Janeiro, aumentando a capacidade de transporte e, ao mesmo tempo, reduzindo a quantidade de ônibus em circulação. “Mais gente usando o transporte público possui impactos não só no trânsito da cidade, mas também na qualidade do serviço prestado para a população e para preservação do meio ambiente”, destaca.

A previsão é que quando o novo sistema de mobilidade estiver completamente implantado, 1,5 milhão de pessoas sejam beneficiadas e 1/3 da frota atual de ônibus da cidade seja retirada das ruas.

A previsão é que 2016 p VLT já esteja em operação na região central do Rio. Foto: Divulgação Cdurp.

A previsão é que até 2016 o VLT já esteja em operação na região central do Rio. Foto: Divulgação Cdurp.

Olimpíadas
De acordo com Alberto Silva, grande parte desse novo sistema de urbanização e mobilidade estará pronto para os Jogos Olímpicos de 2016.  No entanto, ele ressalta que toda essa transformação não foi pensada só para as Olimpíadas, mas para a cidade do Rio de Janeiro. “O melhor disso tudo é que quando as visitas forem embora, o carioca vai continuar tendo uma cidade muito melhor para viver,” argumenta.

Aniversário
Neste domingo (1º), a presidenta Dilma também participa das comemorações pelos 450 anos da cidade do Rio de Janeiro. A cerimônia oficial de aniversário acontece às 18 horas, no Palácio da Cidade.

Na ocasião, o prefeito Eduardo Paes entrega a medalha inédita, 1º de Março, a personalidades que fazem parte da história do Rio. A presidenta Dilma é uma das agraciadas.

Além disso, também serão anunciados os cariocas que terão seus nomes inscritos no Livro de Heróis e Heroínas da cidade. Na cerimônia, a prefeitura também apresenta a medalha comemorativa dos 450 anos do Rio – feita em parceria com a Casa da Moeda – e o Selo Comemorativo pelo aniversário, produzido pelos Correios.

Domingo, 1 de março de 2015 às 7:00

Posse presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez

Agenda presidencial

Neste domingo, 1º de março, a presidenta Dilma Rousseff tem agenda pela manhã em Montevidéu, Uruguai. À tarde, a presidenta volta para o Brasil, onde tem agenda no Rio de Janeiro. As agendas do Uruguai estão no horário de Brasília.

Às 09h, Dilma Rousseff participa da Sessão Solene de Compromisso de Honra e Declaração de Fidelidade Constitucional na Sala das Sessões da Assembleia Geral, no Palácio Legislativo. Às 11h30, a mandatária brasileira acompanha cerimônia de transmissão de mandato Presidencial de José Mujica para Tabaré Vázquez, na Plaza Independência.

A presidenta embarca para o Rio de Janeiro às 12h45, onde às 15h45 faz percurso inaugural do Túnel Rio 450 e, às 16h, inaugura Túnel Rio 450, no centro.

Às 18h, Dilma participa de cerimônia de aniversário dos 450 anos da cidade do Rio de Janeiro, no Palácio da Cidade. Dilma Rousseff volta para Brasília às 20h40, aonde chega às 22h.

*Agenda sujeita a alterações ao longo do dia. Para atualizações, acesse o Portal Planalto.

Quarta-feira, 28 de janeiro de 2015 às 16:15

Medidas adotadas garantem recursos hídricos para o Rio de Janeiro, afirma Pezão

Quarta-feira, 28 de janeiro de 2015 às 16:08

Pezão afirma que não há necessidade de obras emergenciais no Rio de Janeiro

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, disse nesta quarta-feira (28) que não há necessidade de obras emergenciais no estado para enfrentar a crise hídrica. Após reunião com a presidenta Dilma Rousseff, Pezão descartou a aplicação imediata de medidas como racionamento ou sobretaxa. Mas se a seca passar de maio, fim do período chuvoso, o governador disse que terá de tomar “medidas drásticas”.

"O governo federal se colocou à disposição para nos ajudar", disse o governador Pezão em coletiva. Foto: RafaB – Gabinete Digital/PR.

“O governo federal se colocou à disposição para nos ajudar”, disse o governador Pezão em coletiva. Foto: RafaB – Gabinete Digital/PR.

“A gente já veio trabalhando nos últimos quatro anos com um período de seca muito intensa. Então tomamos várias medidas, até com os recursos disponibilizados pelo governo federal, e agora estamos vendo outras formas de estar aumentando a nossa reservação, de tirar do papel a represa de Guapiaçu, que vai beneficiar Itaboraí, São Gonçalo e Niterói”, afirma. O governador disse que nenhum pedido de obra emergencial foi apresentado.

Pezão enfatizou a importância da reunião para o enfrentamento da crise. “O governo federal se colocou à disposição para nos ajudar em obras que a gente possa fazer para o futuro e tomar medidas imediatas para que a gente não sofra o que outros estados estão sofrendo”.

O governador disse que vai intensificar, desde já, a campanha institucional para que a população poupe água. Principalmente na região do Rio Paraíba do Sul, que abastece 83% da região metropolitana e da cidade do Rio de Janeiro.

Minas Gerais
Mais cedo, o governador Fernando Pimentel também esteve em audiência com a presidenta e afirmou que pela primeira vez o governo federal tomou conhecimento da gravidade da situação hídrica de Minas Gerais.

Sexta-feira, 16 de janeiro de 2015 às 18:06

Belo Horizonte e Rio de Janeiro ganham prêmio internacional com BRTs

Do Portal do Pac

Os BRTs Transcarioca (Rio de Janeiro) e Move (Belo Horizonte), e as ciclovias de São Paulo contribuíram para as respectivas capitais conquistarem esta semana o prêmio Transporte Sustentável do Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP), que tem sede em Nova York. O comitê que definiu os vencedores deste ano é formado por organizações internacionais que trabalham com transportes urbanos.

O prêmio reconhece iniciativas que melhoram a mobilidade urbana em grandes centros urbanos. Fotos: divulgação PAC; passageiros: Marco Mari – Gabinete Digital/PR

O prêmio reconhece iniciativas que melhoram a mobilidade urbana em grandes centros urbanos. Fotos: divulgação PAC; passageiros: Marco Mari – Gabinete Digital/PR

É a primeira vez que o prêmio é dividido entre três cidades. Segundo os organizadores do evento, o empate revela a escala e a importância das conquistas do Brasil para aumentar a mobilidade e melhorar a qualidade de vida da população das grandes capitais do país.

A capital mineira recebeu o prêmio porque implementou, em 2014, o sistema BRT Move em dois corredores centrais da cidade, cobrindo 23 quilômetros, além de revitalizar a região central, criando ruas exclusivas para pedestres e uma rede de ciclovias de 27 quilômetros.

Os ônibus BRT Move circulam por pistas exclusivas nas avenidas Antônio Carlos, Pedro I e Cristiano Machado, reduzindo o tempo das viagens e garantindo maior conforto e segurança aos passageiros – os carros têm ar condicionado, portas elétricas com bloqueador e moderno sistema de freios.

O Rio de Janeiro também investiu pesado em transporte público nos últimos anos e, em 2014, inaugurou o segundo sistema BRT da cidade, o Transcarioca, com corredores de 39 quilômetros para transportar 270 mil usuários diariamente. Segundo Laudemar Aguiar, secretário de Relações Internacionais da prefeitura do Rio de Janeiro, até as Olimpíadas de 2016, 60% dos habitantes da capital carioca terão acesso a transporte público de massa de qualidade. Em 2009, esse número era de apenas 18%.

Em São Paulo, a rede de ciclovias e implementação de mais de 300 quilômetros de corredores exclusivos de ônibus garantiu sua inclusão no prêmio. A meta da prefeitura de São Paulo é ter 400 quilômetros de ciclovias em 2015.

Estabelecido em 2005, o Prêmio Transporte Sustentável tem como objetivo reconhecer iniciativas que melhorem a mobilidade urbana da população de grandes centros urbanos, além de reduzir a emissão de gases do efeito estufa. São Paulo, Rio e Belo Horizonte agora se juntam, na galeria de vencedoras, a cidades como Buenos Aires (premiada em 2014), Bogotá, Medellín, San Francisco, Nova York, Paris, Londres e Seul.

Sexta-feira, 16 de janeiro de 2015 às 10:00

Aeroportos do Rio de Janeiro se preparam para os Jogos Olímpicos

Do Portal Brasil 2016

Para receber os 380 mil estrangeiros esperados para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio2016, além dos turistas brasileiros que se deslocarão até o Rio de Janeiro, os aeroportos da cidade receberão melhorias de infraestrutura e operação. O Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão) será reformado e ampliado, enquanto o Santos Dumont receberá melhorias na operação e conforto.

Até 2016, concessionária responsável pelo Galeão investirá R$ 2 bilhões em reforma e ampliação. Foto: Divulgação/Rio Galeão

Até 2016, concessionária responsável pelo Galeão investirá R$ 2 bilhões em reforma e ampliação. Foto: Divulgação/Rio Galeão

O investimento em infraestrutura e melhoria de serviços no Galeão é de R$ 2 bilhões até os Jogos, de acordo com informações do Rio Galeão, consórcio responsável pela operação, manutenção e ampliação do local ao longo de 25 anos. O objetivo é que, até as Olimpíadas, o Galeão opere com capacidade de 37,5 milhões de passageiros por ano. Atualmente, são 17, 3 milhões anuais.

Até abril de 2016, deve ser construído um novo píer ligado ao Terminal 2, com 26 novas pontes de embarque e 500 mil metros quadrados dedicados ao estacionamento de aeronaves, com 47 novas posições. Ao fim dos trabalhos, o aeroporto terá 64 pontes de embarque e 97 posições de estacionamento de aviões. Além disso, serão acrescidos 68 balcões de check-in aos atuais 227.

Outra mudança será no estacionamento: haverá quatro novos andares no edifício-garagem, com 2.700 vagas adicionais. Hoje, são 4.284. Todas estarão conectadas a um sistema de localização de vagas. Câmeras de segurança serão instaladas nos dois terminais e será criado um centro de comando e monitoramento.

Melhorias implantadas
A área comercial do aeroporto já sofreu modificações: desde agosto de 2014 foram abertos 30 novos estabelecimentos, e outros serão instalados no início de 2015. De agosto a outubro de 2014, quando o consórcio passou pela operação de transição com o apoio da Infraero, outras ações também já haviam sido implementadas, como a oferta de internet rápida nos terminais, o início da modernização dos estacionamentos – com a instalação de cancelas automáticas e câmeras de segurança –, a substituição de telhas e calhas para conter infiltrações e vazamentos, além da ampliação da infraestrutura migratória do aeroporto, com melhorias na rede e equipamentos de Tecnologia da Informação (TI).

“Sabemos que o desafio é grande, mas estamos otimistas de que cumpriremos todas as nossas metas. Um aeroporto representa a porta de entrada de uma cidade. O Rio de Janeiro é mundialmente conhecido e merece um aeroporto à altura, por isso, trabalhamos para oferecer o melhor aos milhares de visitantes e aos próprios cariocas”, disse Luiz Rocha, presidente do consórcio Rio Galeão.

Santos Dumont
O Aeroporto Santos Dumont, com capacidade para 9,9 milhões de passageiros por ano, também passa por intervenções para a melhoria das operações e aumento do conforto. Cinco ações estão em curso, sob responsabilidade da Infraero, com investimentos de R$ 51,09 milhões.

As obras no pátio de aeronaves têm o objetivo de adequar a área de manobras às características das aeronaves que operam atualmente no aeroporto. Para não interferir nas operações, os trabalhos foram divididos em dez fases. Quatro já foram executadas. O investimento é de R$ 36,19 milhões e a previsão do fim dos trabalhos é para julho de 2015.

A obra de conclusão do 2º pavimento de embarque ocorre desde outubro do ano passado, com investimento de R$ 9,6 milhões. Os serviços incluem a instalação de piso em granito, acabamento, forro, instalações hidrossanitárias, elétricas, eletrônicas e de ar condicionado. Com isso, a praça de alimentação do aeroporto terá 12 novos pontos comerciais.

Outras três intervenções pretendem aprimorar o sistema de refrigeração do terminal de passageiros, com investimento de R$ 5,3 milhões. A reforma das torres de resfriamento foi finalizada. A ampliação da capacidade do sistema, com instalação de mais uma unidade de resfriamento, está em fase de conclusão. Por fim, películas protetoras estão sendo aplicadas para reduzir o calor nos ambientes, com transparência e baixa refletividade. Os trabalhos estão 85% concluídos.

Domingo, 9 de novembro de 2014 às 14:55

Encontro com partidos, Ordem do Mérito Cultural 2014 e presidente do Uruguai

Tweets

Instagram

Por e-mail

Receba os artigos do Blog do Planalto diariamente por e-mail preenchendo os campos abaixo:

Digite o seu e-mail:


Um e-mail de confirmação do FeedBurner&trade será enviado para você! Confirme no link que será enviado para o seu e-mail para receber os últimos artigos do Blog do Planalto.

-