Portal do Governo Brasileiro

Tamanho da fonte:


Quarta-feira, 13 de maio de 2015 às 13:38

Centro de Treinamento Paralímpico está entre os melhores do mundo, afirma Andrew Parsons

13052015-_R0V3038-Editar

Centro de Treinamento Paralímpico deve ser entregue no segundo semestre deste ano e estará entre os melhores do mundo, diz Andrew Parsons, após reunião com a presidenta Dilma Rousseff. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

O presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Andrew Parsons, conversou com a presidenta Dilma Rousseff nesta quarta-feira (13) e afirmou que o Centro de Treinamento que está sendo construído em São Paulo deve ser entregue no segundo semestre deste ano. De acordo com Andrew, a estrutura a ser oferecida aos atletas brasileiros deverá ficar entre as três melhores do mundo.

Em entrevista ao Blog do Planalto, o presidente do CPB destacou também que a entrega do centro de treinamento é um legado dos Jogos Rio 2016 antes mesmo da realização do evento, e já vai trazer impactos positivos na preparação dos atletas.

“A presidenta Dilma tem uma expectativa enorme acerca do Centro de Treinamento Paralímpico e o impacto que ele pode trazer já na preparação da delegação que vai ao Rio, mas também na delegação que vai a Tóquio, em 2020. Esse é um centro que fica como um legado, é um legado que vem antes dos Jogos Rio 2016, então é o melhor legado possível, que já vai ter um efeito positivo para os jogos no ano que vem”, salienta.

Andrew Parsons afirma que as obras do Centro de Treinamento estão de acordo com os cronogramas de execução e de desembolso dos recursos. “A obra tem avançado muito rápido, todo o trâmite de financiamento e construção, nessa parceria entre o governo federal e o governo do estado de São Paulo foi feito de uma forma extremamente ágil e profissional. Acho que a construção do Centro Paralímpico deixa muitas lições: a forma dessa parceria entre esses dois entes de governo é um case que deve servir de lição para outras obras, sejam esportivas ou não, para ficar de legado de como fazer uma grande obra com agilidade, respeitando o gasto do dinheiro público, respeitando todo o trâmite necessário para a aplicação desse recurso e com um grande resultado”, garantiu.

 

Andrew falou que além da estrutura física que será oferecida aos atletas, o CPB também estabeleceu uma meta de desempenho da delegação brasileira. “Nós temos uma meta que é o 5º lugar, é uma meta técnica que a gente tem desde 2009 e a gente anunciou o 7º lugar para Londres, o 5º lugar para o Rio 2016. A gente conseguiu o 7º lugar em Londres e nesse momento da preparação a gente está onde a gente quer estar no caminho para o Rio 2016. Não queremos dizer que será fácil, o 5º lugar se a gente comparar com os resultados de Londres, a gente tem que ultrapassar Estados Unidos e Austrália, que são são potências esportivas. Mas aí a gente tem que dar crédito realmente ao governo federal, à Caixa, que nos patrocina há 11 anos e  todo esse apoio permitiu que a gente se inserisse nesse grupo de grandes potências. Então nossos melhores desejos foram atendidos, a gente chegou nesse grupo de grandes potências, então nós não podemos reclamar do nível de concorrência que a gente tem. A gente tem que trabalhar muito duro e isso foi uma das coisas que a gente estava atualizando a presidenta, das nossas possibilidades de atingir esses resultados ano que vem nos Jogos”, finalizou.

Terça-feira, 12 de maio de 2015 às 19:23

Governo já está concluindo detalhes do programa de investimentos em logística, diz presidenta Dilma

O governo já está concluindo os detalhes para o lançamento do programa de concessões de logística, que inclui aeroportos, ferrovias, rodovias e portos, adiantou a presidenta Dilma Rousseff, nesta terça-feira (12). “Nós estamos finalizando e conversando com empresas, no sentido de ver quais são os interesses existentes. E estamos finalizando, também, as formas de financiamento possíveis. Elas ainda não vão ser as mais definitivas, mas estamos fazendo toda uma modelagem”, explicou.

A afirmação foi feita durante entrevista coletiva, após reunião com o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, no Rio de Janeiro. Dilma disse ainda que o pacote de investimentos implica em avaliações minuciosas do que cabe entrar na concessão ou não.

“Há coisas que você não consegue concede, porque o custo da tarifação será muito alto. Dependendo da quantidade de tráfego de uma rodovia, se você conceder, vai ter um pedágio muito elevado. Quanto menos tráfego, maior o pedágio e vice-versa. Em uma ferrovia, se faz uma avaliação que precisa de um certo volume de carga  para ela ser viável em termos de concessão”, comentou.

Dilma anunciou ainda que, após o lançamento do pacote de concessões, o governo vai lançar também um programa de energia elétrica para os próximos anos e o Minha Casa Minha Vida 3.

Rio 2016
Ainda na coletiva de imprensa, a presidenta assumiu o compromisso de, ao longo dos próximos meses, promover reuniões de trabalho sistemáticas com o Comitê Organizador dos Jogos e com o Comitê Olímpico Brasileiro. O objetivo é fazer um “ajuste fino” entre as ações dos governos federal, estadual e municipal.

“Os Jogos Olímpicos são basicamente um reflexo daquilo que o esporte tem de melhor, que é encarar o desafio, trabalhar no sentido de superar esse desafio, dedicar os seus maiores esforços nesse sentido e conquistar a vitória. E nós aqui estamos com essa disposição. E a forma de nós nos integrarmos é dialogar, dialogar e dialogar”, disse.

A presidenta também destacou a participação dos investidores privados nas obras dos Jogos. “Inclusive, os investidores privados que participam de todos os projetos de PPP [parceria público-privada] que estão sendo levados aqui, que transformam essa Olímpiada em algo especial, ou seja, grande participação do capital privado. O financiamento é feito pelo governo federal, mas tem uma imensa participação do setor privado e vai deixar um imenso legado”.

Terça-feira, 12 de maio de 2015 às 8:00

Minha Casa Minha Vida, Linha 4 do metrô carioca e Comitê Organizador Rio 2016

Agenda presidencialA presidenta Dilma Rousseff cumpre extensa agenda no Rio de Janeiro nesta terça-feira (12).

Às 11h, ela estará na entrega de 1.484 unidades habitacionais dos Residenciais Recanto do Paçuaré I e II e Vivenda das Gaivotas, construídas por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida.

Após a cerimônia, a partir das 13h, está programada uma visita da presidenta à travessia do túnel de conexão entre São Conrado e a Barra, obra da Linha 4 do Metrô carioca.

Às 16h, Dilma participa de reunião com o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

*Agenda sujeita a alterações ao longo do dia. Para atualizações, acesse o Portal Planalto.

 

 

Terça-feira, 24 de março de 2015 às 11:52

#Faltam500dias | Pelo Twitter, Dilma destaca estágio avançado de preparação para Rio 2016

Twitter

A presidenta Dilma Rousseff enalteceu, em seu perfil no Twitter nesta terça-feira (24), o andamento da preparação para os Jogos Olímpicos Rio 2016. “Sem dúvida será um grande evento e uma bela festa!”, comemorou Dilma Roussef em seu perfil.

Hoje faltam exatamente 500 dias para os jogos e o ministério do Esporte reuniu titulares de 11 áreas do governo em que detalham avanços e desafios dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

 

Terça-feira, 24 de fevereiro de 2015 às 20:45

COI confia no governo brasileiro para garantir êxito dos Jogos Olímpicos Rio 2016

Em reunião com o presidente do COI, Thomas Bach, a presidenta Dilma reiterou o compromisso do governo brasileiro com o êxito dos Jogos Rio 2016.  Foto: Roberto Stuckert Filho/PR.

Em reunião com o presidente do COI, Thomas Bach, a presidenta Dilma reiterou o compromisso do governo brasileiro com o êxito dos Jogos Rio 2016. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR.

Após reunião com a presidenta Dilma Rousseff nesta terça-feira (24), em Brasília, o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, afirmou que confia no governo brasileiro para garantir a segurança e a geração de energia dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. “Estamos inteiramente confiantes de que os jogos serão um evento seguro e que o mundo inteiro se sentirá bem-vindo no Brasil”, disse.

Em coletiva de imprensa, Bach disse que a mudança recente de comando no ministério do Esporte e na Autoridade Pública Olímpica (APO) não é preocupante para o comitê organizador dos Jogos. “Esse é um assunto que cabe unicamente ao governo brasileiro. O comitê organizador local não interfere na composição interna dos ministérios. Para nós, o que importa é o claro compromisso e empenho que a presidenta mais uma vez reiterou hoje, não só da parte dela mas também da parte de todo o seu governo. O governo se entende unido em apoio aos esforços da organização dos jogos de modo a assegurar o seu pleno êxito e, por extensão, um grande legado ao povo brasileiro”, afirma.

O presidente do COI se mostrou otimista em relação ao desenvolvimento de novas obras de infraestrutura, à atuação de pequenas e médias empresas e à participação popular nos Jogos.

O ministro do Esporte, George Hilton, também participou da reunião e informou que o investimento do governo federal nos jogos será em torno de R$ 600 milhões, e que os ajustes fiscais do governo não interferem nos Jogos. “É uma agenda positiva para o Brasil. Os Jogos Olímpicos e Paralímpicos representam para o pais não só o incremento do turismo e dos investimentos, mas também o legado imaterial”, afirmou.

Hilton disse ainda que quer trabalhar a ideia do legado dos Jogos para o Brasil. “Estamos em todo o País com uma rede nacional de treinamento. São 285 centros de iniciação ao esporte que estão sendo construídos e nós esperamos entregar até o final deste ano. Temos vários centros de formação olímpica e paralímpica que estão sendo reformadas e construídas”, concluiu.

Sábado, 14 de fevereiro de 2015 às 10:00

Portadora de doença rara, atleta baiana entra no Guinness e conquista medalha paralímpica

Brasilidade nadadora blog

Sexta-feira, 16 de janeiro de 2015 às 10:00

Aeroportos do Rio de Janeiro se preparam para os Jogos Olímpicos

Do Portal Brasil 2016

Para receber os 380 mil estrangeiros esperados para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio2016, além dos turistas brasileiros que se deslocarão até o Rio de Janeiro, os aeroportos da cidade receberão melhorias de infraestrutura e operação. O Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão) será reformado e ampliado, enquanto o Santos Dumont receberá melhorias na operação e conforto.

Até 2016, concessionária responsável pelo Galeão investirá R$ 2 bilhões em reforma e ampliação. Foto: Divulgação/Rio Galeão

Até 2016, concessionária responsável pelo Galeão investirá R$ 2 bilhões em reforma e ampliação. Foto: Divulgação/Rio Galeão

O investimento em infraestrutura e melhoria de serviços no Galeão é de R$ 2 bilhões até os Jogos, de acordo com informações do Rio Galeão, consórcio responsável pela operação, manutenção e ampliação do local ao longo de 25 anos. O objetivo é que, até as Olimpíadas, o Galeão opere com capacidade de 37,5 milhões de passageiros por ano. Atualmente, são 17, 3 milhões anuais.

Até abril de 2016, deve ser construído um novo píer ligado ao Terminal 2, com 26 novas pontes de embarque e 500 mil metros quadrados dedicados ao estacionamento de aeronaves, com 47 novas posições. Ao fim dos trabalhos, o aeroporto terá 64 pontes de embarque e 97 posições de estacionamento de aviões. Além disso, serão acrescidos 68 balcões de check-in aos atuais 227.

Outra mudança será no estacionamento: haverá quatro novos andares no edifício-garagem, com 2.700 vagas adicionais. Hoje, são 4.284. Todas estarão conectadas a um sistema de localização de vagas. Câmeras de segurança serão instaladas nos dois terminais e será criado um centro de comando e monitoramento.

Melhorias implantadas
A área comercial do aeroporto já sofreu modificações: desde agosto de 2014 foram abertos 30 novos estabelecimentos, e outros serão instalados no início de 2015. De agosto a outubro de 2014, quando o consórcio passou pela operação de transição com o apoio da Infraero, outras ações também já haviam sido implementadas, como a oferta de internet rápida nos terminais, o início da modernização dos estacionamentos – com a instalação de cancelas automáticas e câmeras de segurança –, a substituição de telhas e calhas para conter infiltrações e vazamentos, além da ampliação da infraestrutura migratória do aeroporto, com melhorias na rede e equipamentos de Tecnologia da Informação (TI).

“Sabemos que o desafio é grande, mas estamos otimistas de que cumpriremos todas as nossas metas. Um aeroporto representa a porta de entrada de uma cidade. O Rio de Janeiro é mundialmente conhecido e merece um aeroporto à altura, por isso, trabalhamos para oferecer o melhor aos milhares de visitantes e aos próprios cariocas”, disse Luiz Rocha, presidente do consórcio Rio Galeão.

Santos Dumont
O Aeroporto Santos Dumont, com capacidade para 9,9 milhões de passageiros por ano, também passa por intervenções para a melhoria das operações e aumento do conforto. Cinco ações estão em curso, sob responsabilidade da Infraero, com investimentos de R$ 51,09 milhões.

As obras no pátio de aeronaves têm o objetivo de adequar a área de manobras às características das aeronaves que operam atualmente no aeroporto. Para não interferir nas operações, os trabalhos foram divididos em dez fases. Quatro já foram executadas. O investimento é de R$ 36,19 milhões e a previsão do fim dos trabalhos é para julho de 2015.

A obra de conclusão do 2º pavimento de embarque ocorre desde outubro do ano passado, com investimento de R$ 9,6 milhões. Os serviços incluem a instalação de piso em granito, acabamento, forro, instalações hidrossanitárias, elétricas, eletrônicas e de ar condicionado. Com isso, a praça de alimentação do aeroporto terá 12 novos pontos comerciais.

Outras três intervenções pretendem aprimorar o sistema de refrigeração do terminal de passageiros, com investimento de R$ 5,3 milhões. A reforma das torres de resfriamento foi finalizada. A ampliação da capacidade do sistema, com instalação de mais uma unidade de resfriamento, está em fase de conclusão. Por fim, películas protetoras estão sendo aplicadas para reduzir o calor nos ambientes, com transparência e baixa refletividade. Os trabalhos estão 85% concluídos.

Quinta-feira, 15 de janeiro de 2015 às 19:27

Rio 2016 apresenta programa para venda de 7,5 milhões de ingressos

Do Portal Rio2016

O Comitê Rio 2016 apresentou nesta quinta-feira (15) o seu Programa de Ingressos para os Jogos Olímpicos, com o lançamento do portal de vendas e a divulgação das regras para compra, formas de pagamento e meia-entrada, disponíveis em www.rio2016.com/ingressos. Serão vendidos 7,5 milhões de ingressos – sendo R$ 3,8 milhões por até R$ 70. Confira os preços.

Torcedores podem se cadastrar a partir de hoje. São 3,8 milhões de entradas por até R$ 70. Foto:Foto: Getty Images/Quinn Rooney

Torcedores podem se cadastrar a partir de hoje. São 3,8 milhões de entradas por até R$ 70. Foto:Foto: Getty Images/Quinn Rooney

No Brasil, a compra de ingressos será dividida em quatro etapas. A primeira fase, que começa agora, é o cadastramento. Ao se cadastrar, você receberá informações sobre o programa – como os horários das competições – e alertas para não perder nenhuma fase do processo de compra.

“Teremos um processo justo e transparente, alinhado com o conceito de ‘Jogos para Todos’, um dos pilares do Comitê Rio 2016”, afirma Renato Ciuchini, diretor executivo Comercial do Comitê Rio 2016.

A solicitação de ingressos deverá ser feita em março, quando tem início a primeira fase do sorteio. A segunda etapa acontece em julho, quando apenas os torcedores que se inscreveram na primeira fase poderão participar. A partir de outubro, tem início a venda online das entradas que restarem. Já a venda em bilheteria acontece a partir de junho de 2016.

Com tantas atrações, é preciso se organizar para não perder o melhor do evento”, destaca Donovan Ferreti, diretor de Ticketing do Comitê Rio 2016.

Para as pessoas que não residem no Brasil, a compra dos ingressos deverá ser efetuada por meio do revendedor autorizado em seu país de residência. A lista dos revendedores estará disponível em março.

Já as informações sobre o Programa de Ingressos para os Jogos Paralímpicos serão anunciadas no primeiro semestre deste ano.

Segunda-feira, 29 de dezembro de 2014 às 16:43

Julho: Terceira Etapa do Minha Casa Minha Vida, Final da Copa do Mundo e Cúpula do Brics

Especial Retrospectiva 2014

A presidenta Dilma Rousseff iniciou o mês de julho inaugurando uma importante obra de mobilidade para o Rio de Janeiro: o Arco Metropolitano, rodovia de ligação entre Itaboraí e Itaguaí, num percurso de 145 quilômetros, e que vai se conectar com todas as rodovias federais em território fluminense, integrando ainda os municípios de Nova Iguaçu, Paracambi, Duque de Caxias, Seropédica e Japeri.

No mesmo dia, foi celebrado o atingimento da marca recorde de produção de barris de petróleo no pré-sal. A Petrobras registrou produção diária de 500 mil barris de petróleo nas Bacias de Santos e de Campos.

A presidenta também participou do lançamento do Programa Brasil de Todas as Telas, iniciativa do governo federal para fomentar a produção audiovisual no país. O evento contou com a participação de atores, produtores e empresários do setor.

No Espírito Santo, Dilma participou da entrega de moradias do Minha Casa Minha Vida e de formatura de alunos do Pronatec. Além disso, ela também anunciou recursos do PAC para obras de mobilidade urbana, drenagem e contenção de encostas.

retro.julBLOG

Falando em Minha Casa Minha Vida, durante a entrega simultânea de 5.460 unidades habitacionais, a presidenta fez um importante anúncio sobre a continuidade do maior programa de moradia popular do país: novas três milhões de casas serão construídas nos próximos anos, destinadas às famílias de baixa renda. “Nosso objetivo é deixar claro que é possível contratar agora três milhões de moradias. Porque aquilo que está dando certo deve ter continuidade. As famílias de menor renda precisam continuar recebendo subsídio quase integral, tal como fizemos até agora. E nós precisamos sinalizar para os empresários se prepararem com terrenos, discutir com prefeitos para que isso ocorra a partir de 2015”, salientou.

Durante visita a Porto Alegre, a presidenta inaugurou as novas instalações do Hospital Restinga e Extremo-Sul. Ainda na capital gaúcha, Dilma anunciou a ajuda do governo federal para a reconstrução de áreas afetadas pelas enchentes no estado.

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, veio a Brasília e se reuniu com a presidenta Dilma para tratar da organização para os Jogos Olímpicos Rio 2016.

Mesmo com a desclassificação da Seleção Brasileira, a presidenta Dilma recebeu autoridades e chefes de Estado para a partida final da Copa do Mundo, realizada no Maracanã. Antes da disputa, a presidenta saudou a Rússia, que será anfitriã do próximo mundial, em 2018, e fez um convite para que todos retornem ao Brasil para as Olimpíadas e Paraolimpíadas, em 2016. O presidente Russo Vladimir Putin esteve em Brasília e foi recebido com honras de chefe de Estado. Após o encontro, a presidenta falou das parcerias que vão além de acordos comerciais, mas também nas áreas de energia, defesa, infraestrutura, ciência e tecnologia.

No dia seguinte à partida de encerramento, a presidenta fez um balanço positivo de toda a organização do Brasil para receber o maior evento do futebol mundial. Durante a cerimônia, a presidenta Dilma Rousseff agradeceu aos envolvidos na organização da Copa do Mundo 2014 e considerou que o povo mostrou sua capacidade de bem receber. “Mais uma vez, o povo brasileiro revelou toda a sua capacidade de bem receber. (…) os torcedores e todos os amantes do futebol, asseguraram uma festa que eu tenho certeza é, sem dúvida, uma das mais bonitas do mundo”, afirmou.

O mês de julho também foi intenso na área das relações internacionais. A presidenta recebeu em Brasília o presidente russo Vladimir Putin; foi a anfitriã da VI Cúpula do Brics, quando foi anunciada a criação do banco de desenvolvimento do bloco e do fundo de reservas; assinou acordos bilaterais com o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi; recebeu líderes da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), encontrou o presidente da República Popular da China, Xi Jinping, com quem assinou acordos comerciais e realizou a reunião empresarial entre os dois países, que contou também com a participação de líderes da América Latina. A presidenta também teve encontro com o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso.

Dilma Rousseff foi a Uruguaiana para verificar a situação dos municípios atingidos por enchentes na região e confirmou repasse de R$ 54 milhões do governo federal para socorrer as localidades na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul.

Os representantes do Bom Senso Futebol Clube voltaram ao Palácio do Planalto para conversar com a presidenta sobre os rumos do esporte no Brasil.

Também em julho, a presidenta sancionou a lei 13.018/2014, que estabelece a Política Nacional de Cultura Viva. A lei tem como principal objetivo ampliar o acesso da população brasileira aos direitos culturais.

Dilma foi a Recife prestar homenagens ao escritor Ariano Suassuna. A presidenta divulgou nota de pesar pela morte de Suassuna.

Em Caracas, na Venezuela, a presidenta participou da 46a Reunião de Cúpula do Mercosul e defendeu o fortalecimento dos mercados internos dos membros do Mercosul e a importância da integração dos países sul-americanos. “O Brasil aposta e todos os demais parceiros do Mercosul apostamos na ampliação das trocas econômicas e comerciais. E aí, é muito importante a economia boliviana e as demais economias da América do Sul. Devemos buscar a implementação da desgravação tarifária, o que vai permitir que nós criemos zona de livre comércio sul-americana”, disse na ocasião.

A presidenta fechou o mês sancionando a lei do Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil, que trata do regime de parcerias das Organizações da Sociedade Civil com o Estado.

Confira a série de matérias da Retrospectiva 2014 no Blog do Planalto.

 

Domingo, 28 de dezembro de 2014 às 10:10

Veja a situação atual das obras do Parque Olímpico Jogos Rio 2016

Tweets

Instagram

Por e-mail

Receba os artigos do Blog do Planalto diariamente por e-mail preenchendo os campos abaixo:

Digite o seu e-mail:


Um e-mail de confirmação do FeedBurner&trade será enviado para você! Confirme no link que será enviado para o seu e-mail para receber os últimos artigos do Blog do Planalto.

-