Portal do Governo Brasileiro

Tamanho da fonte:


Terça-feira, 30 de junho de 2015 às 18:16

Consideramos o Brasil uma potência global, afirma Obama em encontro com Dilma

Brasil-EUA-2015

O presidente americano Barack Obama declarou que o Brasil é visto pelos Estados Unidos como uma potência global, e não regional. A afirmação foi feita após reunião de trabalho com a presidenta Dilma Rousseff, nesta terça-feira (30), em Washington (EUA).

“Nós encaramos o Brasil como um poder mundial, e não regional. Em termos de fórum econômico para coordenar relações e negociações, como o G20, por exemplo, o Brasil tem uma voz muito forte. A questão da mudança do clima, por exemplo, só pode ser bem sucedida com a liderança brasileira. E isso é indicação da liderança mundial do Brasil”, afirmou Obama.

30062015-_TUK1481-Editar

“Estamos anunciando uma série de novas etapas para melhorar o comércio, investimentos e empregos em nossos países”, disse Obama após encontro com Dilma. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

 

O presidente americano conta com a parceria entre os dois países para reaproximar mais ainda os Estados Unidos da América Latina. “O Brasil e os Estados Unidos trabalham juntos, como parceiros, em pé de igualdade, com base no interesse e respeito mútuos. Como vimos na Cúpula das Américas, os Estados Unidos estão envolvidos mais profundamente na América Latina. Nós estamos concentrados no futuro e no que podemos fazer juntos. E a pedra fundamental do nosso envolvimento na região é a nossa forte parceria com o Brasil”, declarou.

Obama disse ainda que os dois países têm uma “parceria natural” e, como duas das maiores democracias do mundo, defendem “as aspirações dos cidadãos de viver em liberdade”. Sobre a luta pela liberdade, ele citou a experiência da presidenta Dilma, a quem chamou de “parceira” e “amiga”. “Os sacrifícios pessoais que você fez na sua própria vida são testemunhos dessa determinação”.

O presidente americano afirmou que, apesar da forte parceria, muito ainda pode ser feito para o bem dos dois países, e agradeceu a Dilma pelo progresso na relação entre eles.“A presidente e eu achamos que há muito mais que podemos fazer juntos. Dilma, agradeço seu compromisso pessoal de dar o próximo passo em nossa parceria. Por isso, trabalhamos nesse sentido. Estamos anunciando série de novas etapas para melhorar o comércio, investimentos e empregos em nossos países”, disse.

Obama disse que a recepção a Dilma era uma nova oportunidade de reciprocidade da “hospitalidade extraordinária” que ele e sua família receberam de Dilma e dos brasileiros quando visitaram o Brasil, em 2011.

O presidente americano disse que quer voltar ao Brasil e disse que gostaria de conhecer o carnaval. Brincando, aparentou frustração por não ter podido estar na Copa do Mundo – à qual compareceu o vice, Joe Biden. Obama disse que no ano que vem os olhos do mundo estarão com as atenções voltadas ao Brasil novamente, quando o país sediar as Olimpíadas, e disse que é um “lembrete do crescimento notável do Brasil interna e externamente“.

Domingo, 28 de junho de 2015 às 11:19

Semana do Planalto: Plano Safra da Agricultura Familiar, Dia Olímpico e Plano de Exportações

Terça-feira, 23 de junho de 2015 às 16:16

Luiza Trajano será a nova representante da União no Conselho Público Olímpico

A empresária Luiza Helena Trajano, diretora-presidente do Magazine Luiza, será a nova representante da União no Conselho Público Olímpico, órgão de supervisão dos preparativos para os Jogos de 2016 no Rio de Janeiro. O anúncio foi feito nesta terça-feira (23), pela presidenta Dilma Rousseff, após participar de reunião sobre os preparativos para os Jogos Rio 2016. Trajano vai substituir o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles.

23062015-_R0V9256-Editar

Presidenta Dilma Rousseff e Luiza Trajano participaram hoje (23) da reunião de atualização do projeto dos Jogos Rio 2016. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

 

“Estamos indicando uma pessoa de altíssima qualidade. Uma mulher que é uma empreendedora, batalhadora e, sobretudo, com uma grande capacidade e eficiência, que é a Luiza Trajano. Ela está substituindo o doutor Meireles, que tinha pedido para se afastar por questões relativas à sua atividade”, explicou a presidenta.

Dilma destacou a importância do governo no Conselho Público Olímpico, que é composto por um representante da União, outro do estado (Leonardo da Cunha e Silva Espíndola Dia) e um do município (Maria Silvia Bastos Marques). “O governo federal é parceiro. É parceiro desses que lideram esse processo”, enfatizou.

Ela relatou que a reunião desta terça-feira contou com a presença do governador Luiz Fernando Pezão, do prefeito Eduardo Paes “e todo o pessoal, o Nuzman, todas as pessoas que integram tanto o Comitê Olímpico Brasileiro quanto todas as organizações que envolvem a organização da Olimpíada”.

Dilma Rousseff comentou ainda que os membros do conselho estão fazendo reuniões sistemáticas com foco bem específico. “São reuniões de trabalho. Não são reuniões para a gente ficar discutindo questões mais gerais. Nós resolvemos os problemas acumulados ao longo do mês. O que tiver de problema, nós resolvemos”.

O objetivo é identificar as dificuldades e resolvê-las, a fim de garantir a melhor Olimpíada, com a melhor organização, com a melhor qualidade, disse. Para isso, os encontros combinam a discussão sobre a eficiência de todo o processo e o gerenciamento das próximas etapas. “A gente olha quais vão ser os principais desafios pela frente e definimos o que fazer, tanto do ponto de vista do que é responsabilidade do governo federal, do que é responsabilidade do COB, do que é responsabilidade do governo do estado e da prefeitura”.

Afirmou ainda que esta terça-feira foi um dia especial, “porque fizemos a despedida dos 600 atletas brasileiros que vão para o Pan-Americano de Toronto”. E que o legado da Copa não se restringe a obras de infraestrutura. Será também o fato de motivar mais brasileiros e brasileiras a perceberem a importância do esporte. “Além disso, é importante mostrar ao mundo Brasil que é capaz de organizar de forma eficiente, eficaz e além de tudo bonita, bela”.

Confira a íntegra

Terça-feira, 23 de junho de 2015 às 12:35

Dilma lembra que faltam apenas 409 dias para Rio ser capital das Olimpíadas e da paz entre os povos

A presidenta Dilma Rousseff invocou, nesta terça-feira (23), o exemplo de Maria Lenk, a primeira brasileira recordista mundial de natação e primeira sul-americana a participar de Olimpíadas, para que sirva de inspiração aos 600 atletas que representarão o Brasil nos XVII Jogos Pan-Americanos, a serem realizados em Toronto, no Canadá, de 10 e 26 de julho.

Presidenta Dilma ao lado de atletas  da delegação brasileira que representarão o Brasil no Pan-Americano de Toronto, no Canadá. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Presidenta Dilma ao lado dos atletas da delegação brasileira que representarão o Brasil no Pan-Americano de Toronto, no Canadá. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Dilma participou, no Rio de Janeiro, do lançamento da mascote do Time Brasil nas Olimpíadas de 2016, o Ginga. O lançamento foi na Cidade Olímpica, na Barra da Tijuca e marcou o Dia Olímpico. Durante a cerimônia, a presidenta lembrou que faltam apenas 409 dias do início das Olimpíadas de 2016 e 442 para o início dos jogos paraolímpicos, quando o Rio de Janeiro vai se transformar no centro esportivo do mundo. “No local onde milhares de atletas, milhões de pessoas virão aqui assistir o evento que comemora, sobretudo, a paz entre os povos”.

E também acrescentou que o evento comemora a grandeza e a expressão maior da humanidade, que é a capacidade de concorrer, de se esforçar e de se superar. “Por isso, o Rio de Janeiro vai se transformar na Capital Olímpica – e nada mais justo que, hoje, estejamos aqui para celebrar o Dia Olímpico, que é também o Dia Nacional do Desporto”.

Após assistir a exibições de atletas brasileiros de saltos ornamentais e nado sincronizado, a presidenta disse que todas as crianças e jovens que se apresentaram nesta terça-feira “são legítimos herdeiros da dedicação e da excelência de Maria Lenk. Unidos pelo espírito olímpico, vocês nos estimulam a trabalhar sempre mais para que cada capítulo da história olímpica brasileira seja mais glorioso”.

Maria Lenk, continuou Dilma, é uma brasileira que nos enche de orgulho por sua trajetória. Ela foi a única mulher do País a ser introduzida no Swimming Hall of Fame, em Fort Lauderdale, na Flórida. Foi a primeira nadadora brasileira a estabelecer um recorde mundial e deu ao clube do Flamengo diversos importantes títulos.

Por fim, ela desejou sorte aos 600 atletas que vão representar o Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Toronto. “Graças a vocês, estamos todos certos de que, daqui pra frente, o Brasil saberá, através de vocês, se apresentar diante do mundo. Que Toronto seja uma boa preparação para a oportunidade única que será, ano que vem, a Olimpíada e a Paraolimpíada aqui no Rio de Janeiro. Tenho certeza de que o Brasil inteiro, junto com vocês, fará desse evento esportivo uma marca da história mundial esportiva no nosso País. Sorte para vocês, nós estaremos acompanhando de perto”, concluiu.

Após a cerimônia, a presidenta Dilma Rousseff deixou a Cidade Olímpica para participar de uma reunião de atualização do Projeto dos Jogos Rio 2016 e depois retorna a Brasília.

Confira a íntegra

Quarta-feira, 10 de junho de 2015 às 15:52

Brasil pretende fazer Olimpíada monumental, afirma Dilma em encontro com David Cameron

A presidenta Dilma Rousseff teve encontro bilateral com o primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, nesta quarta-feira (10). Os dois estão participando da II Cúpula União Europeia-Celac, que acontece em Bruxelas, na Bélgica.

A presidenta disse que agradeceu ao primeiro-ministro pela cooperação que o país deu ao Brasil para a organização dos Jogos Olímpicos Rio 2016 e garantiu que o evento esportivo do ano que vem será uma “festa monumental”. “A nossa meta e todas as metas de quem recebe as Olimpíadas é fazer mais e melhor. Essa é a nossa meta”, afirmou a presidenta.

Dilma cumprimentou Cameron pela reeleição e reforçou o interesse brasileiro em aprofundar as relações com o Reino Unido, seja por vínculos bilaterais ou por meio dos blocos dos quais fazem parte. “Acredito que o incremento do comércio e dos investimentos de parte a parte são fundamentais, tanto para que, de fato, tenhamos um crescimento econômico sustentável nos próximos anos, e isso começa agora. Então, quero dizer que o Brasil está aberto para essa cooperação e eu tenho certeza que nós teremos uma relação muito proveitosa”, afirmou a presidenta.

10062015-_R0V1707-Editar

Dilma Rousseff e David Cameron falaram sobre relações bilaterais, Ciência sem Fronteiras e Jogos Olímpicos. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Outro tema abordado durante o encontro foi o Programa Ciência sem Fronteiras, pois, segundo a presidenta, o Reino Unido é um dos destinos mais procurados pelos estudantes brasileiros. “Nossos estudantes têm procurado bastante as universidades inglesas pela sua qualidade. Acho que a nossa cooperação na área de ciência, tecnologia e inovação é estratégica”, destacou.

Confira a íntegra

Segunda-feira, 1 de junho de 2015 às 8:00

Reunião de coordenação política e presidente do Comitê Organizador Rio 2016

Agenda presidencialNesta segunda-feira (1º), a presidenta Dilma Rousseff participa da reunião de coordenação política, às 9h, no Palácio do Planalto.

À tarde, a partir das 15h, a presidenta recebe o presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman.

*Agenda sujeita a alterações ao longo do dia. Para atualizações, acesse o Portal Planalto.

Quarta-feira, 13 de maio de 2015 às 13:38

Centro de Treinamento Paralímpico está entre os melhores do mundo, afirma Andrew Parsons

13052015-_R0V3038-Editar

Centro de Treinamento Paralímpico deve ser entregue no segundo semestre deste ano e estará entre os melhores do mundo, diz Andrew Parsons, após reunião com a presidenta Dilma Rousseff. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

O presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Andrew Parsons, conversou com a presidenta Dilma Rousseff nesta quarta-feira (13) e afirmou que o Centro de Treinamento que está sendo construído em São Paulo deve ser entregue no segundo semestre deste ano. De acordo com Andrew, a estrutura a ser oferecida aos atletas brasileiros deverá ficar entre as três melhores do mundo.

Em entrevista ao Blog do Planalto, o presidente do CPB destacou também que a entrega do centro de treinamento é um legado dos Jogos Rio 2016 antes mesmo da realização do evento, e já vai trazer impactos positivos na preparação dos atletas.

“A presidenta Dilma tem uma expectativa enorme acerca do Centro de Treinamento Paralímpico e o impacto que ele pode trazer já na preparação da delegação que vai ao Rio, mas também na delegação que vai a Tóquio, em 2020. Esse é um centro que fica como um legado, é um legado que vem antes dos Jogos Rio 2016, então é o melhor legado possível, que já vai ter um efeito positivo para os jogos no ano que vem”, salienta.

Andrew Parsons afirma que as obras do Centro de Treinamento estão de acordo com os cronogramas de execução e de desembolso dos recursos. “A obra tem avançado muito rápido, todo o trâmite de financiamento e construção, nessa parceria entre o governo federal e o governo do estado de São Paulo foi feito de uma forma extremamente ágil e profissional. Acho que a construção do Centro Paralímpico deixa muitas lições: a forma dessa parceria entre esses dois entes de governo é um case que deve servir de lição para outras obras, sejam esportivas ou não, para ficar de legado de como fazer uma grande obra com agilidade, respeitando o gasto do dinheiro público, respeitando todo o trâmite necessário para a aplicação desse recurso e com um grande resultado”, garantiu.

 

Andrew falou que além da estrutura física que será oferecida aos atletas, o CPB também estabeleceu uma meta de desempenho da delegação brasileira. “Nós temos uma meta que é o 5º lugar, é uma meta técnica que a gente tem desde 2009 e a gente anunciou o 7º lugar para Londres, o 5º lugar para o Rio 2016. A gente conseguiu o 7º lugar em Londres e nesse momento da preparação a gente está onde a gente quer estar no caminho para o Rio 2016. Não queremos dizer que será fácil, o 5º lugar se a gente comparar com os resultados de Londres, a gente tem que ultrapassar Estados Unidos e Austrália, que são são potências esportivas. Mas aí a gente tem que dar crédito realmente ao governo federal, à Caixa, que nos patrocina há 11 anos e  todo esse apoio permitiu que a gente se inserisse nesse grupo de grandes potências. Então nossos melhores desejos foram atendidos, a gente chegou nesse grupo de grandes potências, então nós não podemos reclamar do nível de concorrência que a gente tem. A gente tem que trabalhar muito duro e isso foi uma das coisas que a gente estava atualizando a presidenta, das nossas possibilidades de atingir esses resultados ano que vem nos Jogos”, finalizou.

Terça-feira, 12 de maio de 2015 às 19:23

Governo já está concluindo detalhes do programa de investimentos em logística, diz presidenta Dilma

O governo já está concluindo os detalhes para o lançamento do programa de concessões de logística, que inclui aeroportos, ferrovias, rodovias e portos, adiantou a presidenta Dilma Rousseff, nesta terça-feira (12). “Nós estamos finalizando e conversando com empresas, no sentido de ver quais são os interesses existentes. E estamos finalizando, também, as formas de financiamento possíveis. Elas ainda não vão ser as mais definitivas, mas estamos fazendo toda uma modelagem”, explicou.

A afirmação foi feita durante entrevista coletiva, após reunião com o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, no Rio de Janeiro. Dilma disse ainda que o pacote de investimentos implica em avaliações minuciosas do que cabe entrar na concessão ou não.

“Há coisas que você não consegue concede, porque o custo da tarifação será muito alto. Dependendo da quantidade de tráfego de uma rodovia, se você conceder, vai ter um pedágio muito elevado. Quanto menos tráfego, maior o pedágio e vice-versa. Em uma ferrovia, se faz uma avaliação que precisa de um certo volume de carga  para ela ser viável em termos de concessão”, comentou.

Dilma anunciou ainda que, após o lançamento do pacote de concessões, o governo vai lançar também um programa de energia elétrica para os próximos anos e o Minha Casa Minha Vida 3.

Rio 2016
Ainda na coletiva de imprensa, a presidenta assumiu o compromisso de, ao longo dos próximos meses, promover reuniões de trabalho sistemáticas com o Comitê Organizador dos Jogos e com o Comitê Olímpico Brasileiro. O objetivo é fazer um “ajuste fino” entre as ações dos governos federal, estadual e municipal.

“Os Jogos Olímpicos são basicamente um reflexo daquilo que o esporte tem de melhor, que é encarar o desafio, trabalhar no sentido de superar esse desafio, dedicar os seus maiores esforços nesse sentido e conquistar a vitória. E nós aqui estamos com essa disposição. E a forma de nós nos integrarmos é dialogar, dialogar e dialogar”, disse.

A presidenta também destacou a participação dos investidores privados nas obras dos Jogos. “Inclusive, os investidores privados que participam de todos os projetos de PPP [parceria público-privada] que estão sendo levados aqui, que transformam essa Olímpiada em algo especial, ou seja, grande participação do capital privado. O financiamento é feito pelo governo federal, mas tem uma imensa participação do setor privado e vai deixar um imenso legado”.

Terça-feira, 12 de maio de 2015 às 8:00

Minha Casa Minha Vida, Linha 4 do metrô carioca e Comitê Organizador Rio 2016

Agenda presidencialA presidenta Dilma Rousseff cumpre extensa agenda no Rio de Janeiro nesta terça-feira (12).

Às 11h, ela estará na entrega de 1.484 unidades habitacionais dos Residenciais Recanto do Paçuaré I e II e Vivenda das Gaivotas, construídas por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida.

Após a cerimônia, a partir das 13h, está programada uma visita da presidenta à travessia do túnel de conexão entre São Conrado e a Barra, obra da Linha 4 do Metrô carioca.

Às 16h, Dilma participa de reunião com o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

*Agenda sujeita a alterações ao longo do dia. Para atualizações, acesse o Portal Planalto.

 

 

Terça-feira, 24 de março de 2015 às 11:52

#Faltam500dias | Pelo Twitter, Dilma destaca estágio avançado de preparação para Rio 2016

Twitter

A presidenta Dilma Rousseff enalteceu, em seu perfil no Twitter nesta terça-feira (24), o andamento da preparação para os Jogos Olímpicos Rio 2016. “Sem dúvida será um grande evento e uma bela festa!”, comemorou Dilma Roussef em seu perfil.

Hoje faltam exatamente 500 dias para os jogos e o ministério do Esporte reuniu titulares de 11 áreas do governo em que detalham avanços e desafios dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

 

Tweets

Instagram

Por e-mail

Receba os artigos do Blog do Planalto diariamente por e-mail preenchendo os campos abaixo:

Digite o seu e-mail:


Um e-mail de confirmação do FeedBurner&trade será enviado para você! Confirme no link que será enviado para o seu e-mail para receber os últimos artigos do Blog do Planalto.

-