Portal do Governo Brasileiro

Tamanho da fonte:

Terça-feira, 21 de maio de 2013 às 17:08

Boato sobre fim do Bolsa Família é desumano e criminoso, afirma Dilma

Terça-feira, 21 de maio de 2013 às 15:36

O dinheiro do Bolsa Família está garantido e nunca houve possibilidade de suspensão, afirma ministra

No Bom Dia, Ministra, Tereza Campello rebate boatos sobre o Bolsa Família. Valter Campanato/ABr

No Bom Dia, Ministra, Tereza Campello rebate boatos sobre o Bolsa Família. Foto: Valter Campanato/ABr

bom dia, MinistroA ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, disse nesta nesta terça-feira (21), durante o programa Bom dia, Ministra, que o governo federal jamais cogitou extinguir o programa Bolsa Família. Segundo ela, os recursos para o Bolsa Família estão garantidos e nunca houve a menor possibilidade de suspensão do programa.

“O dinheiro do Bolsa Família está garantido e nunca houve a menor possibilidade dele ser suspenso ou alterado o calendário de pagamento do benefício”, afirmou. “A população tem que se tranquilizar, seguir o calendário. Garantimos que os pagamentos continuam acontecendo normalmente”, completou.

Segundo a ministra, a origem do boato de que o governo federal extinguiria o programa está sendo investigado pela Polícia Federal. Em razão do grande movimento nas agências no último fim de semana e do tumulto decorrente do boato, a Caixa chegou a antecipar o pagamento da parcela de maio, que hoje voltou a seguir o calendário normal do programa. A ministra disse que o calendário de pagamento do benefício não será alterado.

“Todo beneficiário sabe o dia que deve ir ao banco ou lotérica sacar o Bolsa Família (…) O calendário continua. Não será alterado e, havendo dúvidas, elas podem ser esclarecidas pelo telefone 0800 726 0101 e pelos sites www.mds.gov.br e www.caixa.gov.br”, disse.

 

Terça-feira, 19 de março de 2013 às 9:15

Em coluna, Dilma fala sobre Bolsa Família, economia e seleção de projetos do PAC

Conversa com a PresidentaA presidenta Dilma Rousseff, na coluna Conversa com a Presidenta desta terça-feira (19), respondeu a perguntas sobre as regras de ingresso no Bolsa Família; o crescimento da economia brasileira; e ainda emitiu uma mensagem que tratou do resultado da seleção de obras de pavimentação, saneamento e mobilidade urbana, com um total de recursos de R$ 33 bilhões.

“Para receber o benefício, a família tem que se cadastrar no Cadastro Único para Programas Sociais, organizado pelos municípios com informações sobre renda, escolaridade, localidade, e outras. A família também precisa assegurar frequência escolar mínima das crianças e adolescentes, a vacinação das crianças e a realização do pré-natal pelas grávidas. A frequência é avaliada a cada dois meses e o não cumprimento leva à suspensão do benefício”, explicou Dilma, à professora aposentada de Samambaia (DF) Elvira Justiniano, de 66 anos.

Para Valderice do Nascimento, estudante de São Luis (MA) com 18 anos, Dilma defendeu que 2012 foi um ano positivo para o Brasil, mesmo com um cenário adverso. Para a presidenta, hoje, as condições econômicas brasileiras são mais sólidas, com um mercado interno dinâmico. Ela ainda destacou a geração de 1,3 milhão de novos postos de trabalho em 2012, com a renda real do trabalhador aumentando 4,1%.

Terça-feira, 26 de fevereiro de 2013 às 9:00

Em coluna, Dilma afirma que retirada de 22 milhões da pobreza extrema traz novos desafios

Conversa com a PresidentaNa coluna Conversa com a Presidenta desta terça-feira (26), a presidenta Dilma Rousseff enviou uma mensagem sobre a luta pelo fim da pobreza extrema. Em março, com a saída de mais 2,5 milhões de brasileiros e brasileiras da miséria, que faziam parte do Cadastro Único dos Programas Sociais, somam-se 22 milhões de pessoas resgatadas dessa condição nos últimos dois anos.

“Quero compartilhar com todos os brasileiros a satisfação e os novos desafios que esta vitória nos traz. Este será o último grupo de beneficiários atuais do Bolsa Família a sair da pobreza extrema. Isso significa que, agora, cada pessoa de cada família do Bolsa Família terá uma renda superior a R$ 70. (…) Mas a luta não acaba aqui, pois, ao mesmo tempo em que não teremos mais pessoas extremamente pobres no Bolsa Família, ainda há pessoas que, embora com direito ao benefício, permanecem fora do programa e que sequer sabem que têm direito a este benefício”, ressalta.

Confira a íntegra da mensagem

Leia o artigo completo »

Segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013 às 8:03

Café com a Presidenta: últimos usuários do Bolsa Família saem da extrema pobreza

 

Segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013 às 7:52

Brasil sem Miséria tirou 22 milhões de pessoas da pobreza extrema

Café com a presidentaA presidenta Dilma Rousseff, no programa Café com a Presidenta desta segunda-feira (25), destacou a importância da retirada de 2,5 milhões de pessoas da extrema pobreza, totalizando 22 milhões de brasileiros desde o início do mandato da presidenta. Esses são os últimos entre os usuários do Bolsa Família a darem esse passo. Para Dilma, esse é um fato histórico, que superou prazos e metas.

“São os últimos brasileiros dos 36 milhões que recebem o Bolsa Família a saírem da pobreza extrema. (…) Agora, cada um vai receber mais de R$ 70 e, por isso, vão sair da extrema pobreza. Realmente, esse é um fato histórico que superou prazos, superou metas. Isso significa que viramos uma página decisiva de uma longa história de exclusão social e agora nós damos mais um passo para construir um Brasil sem miséria”, destaca.

A presidenta afirmou que o próximo passo é encontrar e tirar da miséria quem ainda não está no cadastro dos programas do governo federal, que ela chamou de pobreza extrema invisível. A estimativa é que ainda existam 700 mil famílias nessa situação e fora do Cadastro Único, sem receber o benefício. Dilma lembra que a Busca Ativa já conseguiu localizar, desde 2011, 800 mil famílias, que entraram no bolsa Família e conseguiram sair da miséria.

“Vamos continuar nesse esforço, buscando as 700 mil famílias que ainda faltam. Contamos com a valiosa parceria das prefeituras e dos estados para percorrer as periferias das grandes cidades, as comunidades ribeirinhas e extrativistas lá na Amazônia, procurar no semiárido do Nordeste e no Nordeste em geral, nas áreas rurais e em todos os cantos desse enorme país, identificando as pessoas em situação de extrema pobreza e dando a elas o acesso a todas as ações do Brasil sem Miséria”, detalhou.

Leia o artigo completo »

Domingo, 24 de fevereiro de 2013 às 19:27

Governo brasileiro estabelece cooperação com a Nigéria nas áreas de saúde e educação

Domingo, 24 de fevereiro de 2013 às 19:12

Imagens da semana: retirada de 22 milhões da pobreza extrema e viagem para África

Terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 às 13:14

O Brasil virou a página da exclusão social, afirma Dilma

Brasil Sem MisériaA presidenta Dilma Rousseff afirmou nesta terça-feira (19), no Palácio do Planalto, ao anunciar a complementação de renda para 2,5 milhões de beneficiários do Bolsa Família e a retirada de 22 milhões de brasileiros da extrema pobreza nos últimos dois anos, que o Brasil virou a página da exclusão social. O pagamento se inicia em março e o investimento esperado é de R$ 773 milhões em 2013.

“Nesta sala eu já assinei vários atos, já tive a honra e a alegria de participar em vários e importantes lançamentos para o país e diferentes setores sociais do Brasil. Mas nenhum deles têm a força simbólica, a marca histórica e o efeito imediato desse ato que eu hoje assino. Com ele, o Brasil vira uma página decisiva na nossa longa história de exclusão social. Nessa página está escrito que mais 2,5 milhões brasileiras e brasileiros estão deixando a extrema pobreza”, destacou Dilma.

A presidenta ainda ressaltou que os 2,5 milhões beneficiados com a medida são os últimos já incluídos no Cadastro Único para Programas Sociais que deixam a pobreza extrema. Estima-se que ainda existam 700 mil pessoas fora do cadastro. Por isso, Dilma ressaltou a importância da busca ativa, que foi estabelecida em junho de 2011 e já encontrou outras 791 mil famílias com esse perfil.

“Só pode celebrar um feito como o de hoje um país que teve a capacidade e a competência anterior de construir a tecnologia social mais avançada do mundo. (…) Nós começamos, em 2003, no governo do presidente Lula, quando unificamos programas sociais precários que até então existiam. Em seguida, nós incluímos milhões de pessoas no cadastro do Bolsa Família. E elas passaram a receber um rendimento mensal. (…) Por isso a gente sempre fala em busca ativa. É necessário encontrá-los. O Estado não deve esperar que esses brasileiros batam a nossa porta para nós os encontremos”, afirmou.

Leia o artigo completo »

Sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013 às 13:19

Estamos perto de dizer com orgulho que esse país não tem mais pobreza extrema, afirma Dilma

A presidenta Dilma Rousseff participou, nesta sexta-feira (1º), da entrega de 1.080 unidades habitacionais do Residencial Jardim dos Ipês, empreendimento do Programa Minha Casa Minha Vida, em Castanhal (PA). Durante o evento, Dilma reforçou a necessidade de uma parceria maior entre o governo federal e os municípios, principalmente no combate às desigualdades.

“Meu governo está empenhado em ajudar os prefeitos a fazerem a melhor gestão. (…) E precisamos que nos ajudem a completar o cadastro único do Bolsa Família. Temos de cadastrar todas as famílias que vivem na pobreza e na miséria. Nós estamos chegando perto de poder levantar sobre os nossos pés, erguer a cabeça e dizer com orgulho: esse país não tem mais, não tem mais, pobreza extrema”, afirmou Dilma.

Segundo a presidenta, o governo tem a responsabilidade de assegurar que as pessoas tenham acesso à casa própria. Ela classificou o Minha Casa, Minha Vida como “um dos melhores e mais abrangentes programas que o governo federal tem, porque atua diretamente na desigualdade”. Para Dilma, o desenvolvimento do país depende da oferta de oportunidades iguais para todos.

Leia o artigo completo »

Tweets

Portal da Copa

Portal da Copa

Instagram

Por e-mail

Receba os artigos do Blog do Planalto diariamente por e-mail preenchendo os campos abaixo:

Digite o seu e-mail:


Um e-mail de confirmação do FeedBurner&trade será enviado para você! Confirme no link que será enviado para o seu e-mail para receber os últimos artigos do Blog do Planalto.

-