Portal do Governo Brasileiro

Quinta-feira, 24 de abril de 2014 às 15:24  

Ao vivo: Formatura do Pronatec em Cuiabá


Clique aqui e copie o código do stream

Quinta-feira, 24 de abril de 2014 às 13:57   (Última atualização: 24/04/2014 às 14:49:25)

Presidenta Dilma visita a Arena Pantanal

A presidenta Dilma Rousseff visita nesta quinta-feira (24) a Arena Pantanal, que receberá quatro partidas na Copa do Mundo, todas pela primeira fase da competição: Chile x Austrália (13 de junho); Rússia x Coreia do Sul (17 de junho); Nigéria x Bósnia-Herzegovina (21 de junho); e Japão x Colômbia (24 de junho). O evento-teste oficial da Fifa no estádio está agendado para o dia 26 de abril, com o jogo entre Luverdense x Vasco, válido pela Série B do Campeonato Brasileiro.

Único estádio da Copa do Mundo a não ter os quatro cantos fechados, com pelo menos um anel de arquibancada contínuo, a Arena Pantanal se diferencia pelo projeto arquitetônico e pelas ações de sustentabilidade. As “esquinas” foram deixadas livres, com o objetivo de facilitar a ventilação cruzada dentro do local, que ainda conta com jardins e árvores nas aberturas laterais, aumentando o conforto térmico na área interna da arena.

“Visualmente, o gramado continua pelos quatro cantos do campo, subindo pelos taludes que estão na base dos grandes pórticos que sustentam as coberturas. Quem estiver fora terá uma visão parcial do interior da arena”, disse o arquiteto Sérgio Coelho, sócio-fundador da empresa responsável pelo projeto do estádio.

Construída em uma área de 300 mil metros quadrados, que conta com bosque e lago, a Arena Pantanal tem uma esplanada com 93 mil metros quadrados, ao seu redor, feita para facilitar a circulação dos torcedores. O local foi pensado para abrigar diversos tipos de eventos e será um novo ponto de lazer para os cuiabanos, com restaurante, bares, passarela, jardins e uma escadaria, que pode servir como palcos de shows.

Com uma área total construída de 107 mil metros quadrados, a arena terá capacidade para 44 mil torcedores, sendo 41.390 lugares durante o Mundial. O projeto foi concebido para que as arquibancadas dos setores norte e sul (atrás dos gols) fossem removíveis. Feitas em estrutura metálica, elas comportam 18 mil pessoas.

 

Quinta-feira, 24 de abril de 2014 às 13:56   (Última atualização: 24/04/2014 às 15:29:00)

Operários falam sobre a construção da Arena Pantanal

Quinta-feira, 24 de abril de 2014 às 13:55  

Vídeo: Conheça os detalhes da Arena Pantanal

Quinta-feira, 24 de abril de 2014 às 12:34   (Última atualização: 24/04/2014 às 15:52:03)

É fundamental que as famílias tenham onde morar, afirma Dilma sobre o Minha Casa Minha Vida

Dilma durante cerimônia  do residencial Altos do Parque II, do programa Minha Casa Minha Vida. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Dilma durante cerimônia do residencial Altos do Parque II, do programa Minha Casa Minha Vida. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Mais de 2.500 pessoas foram beneficiadas nesta quinta-feira (24) com a entrega pela presidenta Dilma Rousseff de 638 unidades do Residencial Altos do Parque II, em Cuiabá. O empreendimento, destinado a famílias com renda de até R$ 1,6 mil, recebeu investimento total de R$ 33,12 milhões, com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR).

“Achamos que construções como essas são importantes para transformar o Brasil, e o transforma por vários motivos. Porque é fundamental que as famílias brasileiras tenham onde morar. Esse tipo de obra vai requerer que se contrate trabalhadores. Esses trabalhadores vão aumentar sua renda, com emprego com carteira assinada e isso vai melhorar também a vida dos trabalhadores (…) O Brasil com isso melhora junto, porque o que é o Brasil se não a soma da vida de cada um de nós”, afirmou.

Localizado no Parque Cuiabá, o empreendimento é composto por 638 casas, construídas em terrenos de 200m², sendo 618 com área privativa de 40,42m² e 20 unidades adaptadas para Portadores de Necessidades Especiais (PNE) com 49,28 m². Todas as casas são divididas em 2 quartos, sala, banheiro, cozinha e área de serviço, com piso cerâmico em todos os ambientes, e estão avaliadas em R$ 50 mil.

Atendendo às exigências de qualidade do Minha Casa Minha Vida, o empreendimento é dotado de toda a infraestrutura necessária para apresentar condições de conforto, segurança e habitabilidade, como redes de água, esgoto (sistema próprio de tratamento), drenagem, energia elétrica, iluminação pública, paisagismo, guias e sarjetas, pavimentação asfáltica, calçadas e acessibilidade, além de uma academia de ginástica ao ar livre e um parque infantil.

Quinta-feira, 24 de abril de 2014 às 11:19   (Última atualização: 24/04/2014 às 11:52:36)

Dilma: Marco Civil é a legislação mais avançada no mundo e nos coloca na vanguarda na proteção dos usuários da Internet

Presidenta respondeu dúvidas sobre o Marco Civil da Internet. Foto: Roberto Stuckert Filho/ PR

Presidenta respondeu dúvidas sobre o Marco Civil da Internet. Fotos: Roberto Stuckert Filho/ PR

A presidenta Dilma Rousseff afirmou nesta quinta-feira (24), durante conversa com internautas na página do Palácio do Planalto no Facebook, que o Marco Civil coloca o Brasil na vanguarda da proteção dos direitos dos usuários da Internet. Dilma lembrou que a partir de agora, qualquer dado coletado no Brasil, pouco importando se por empresa brasileira ou estrangeira, está sujeito à legislação brasileira. Com isso se assegura a soberania da legislação sobre os dados coletados e se protege o consumidor nacional.

“O Marco Civil é a legislação mais avançada no mundo e nos coloca na vanguarda na proteção dos direitos dos usuários da internet (…) Há uma opinião unânime entre especialistas e usuários da internet em todo o mundo que a aprovação do Marco Civil pelo Congresso foi um avanço histórico por assegurar a liberdade de expressão, a privacidade do indivíduo e o respeito aos direitos humanos”.

high five-350Aos internautas, Dilma afirmou que o Marco Civil assegura a neutralidade da rede pois garante que um provedor de conexão não pode interferir no conteúdo que o usuário queira acessar, tornando inadmissível restrições por motivos políticos, econômicos, religiosos ou de qualquer outra natureza.

“O Marco Civil vai beneficiar muito o consumidor e o usuário. Primeiro, pelo que já dissemos sobre a neutralidade. Segundo, garante a privacidade e a liberdade de expressão. E uma coisa importante: o Marco Civil tem por objetivo a promoção da universalização da internet, ou seja, o acesso por todos. Para tanto, o governo está desenvolvendo um programa nacional de banda larga para aumentar a capacidade e melhorar a qualidade”.

A presidenta também disse que o governo federal não irá insistir em outra legislação para implantar datacenters no país. Dilma afirmou que está superado o debate pelo parágrafo 3º do artigo 11, justamente a obrigação para os provedores de conexão e aplicação de cumprir a legislação brasileira, referente à coleta, guarda, armazenamento ou tratamento de dados. Sobre a neutralidade na rede, a presidenta reiterou que a lei torna inadmissível qualquer restrição da rede por motivos comerciais ou de qualquer outra natureza.

“A neutralidade na rede, proíbe o traffic shaping. que a operadora priorize um conteúdo em detrimento do outro. Esta é uma das principais disposições do Marco Civil (…) é importante destacar que a neutralidade torna inadmissível qualquer restrição da rede por motivos comerciais ou de qualquer outra natureza. Assim, o responsável pela transmissão, comutação ou roteamento, de acordo com o art. 9, tem o dever de tratar de forma isonômica quaisquer pacotes de dados sem restrição por conteúdo, origem, destino, serviço, terminal ou aplicação. De outra parte, o governo brasileiro está desenvolvendo um programa nacional de banda larga para assegurar a um custo justo o aumento da capacidade da internet e a melhoria na sua qualidade. Gostaria de destacar que o regulamento de qualidade, copiado por vários outros países, estabelece que o provedor é obrigado a assegurar no minimo 70% da média da capacidade contratada. A partir de novembro desse ano a média irá para 80%”.

Quinta-feira, 24 de abril de 2014 às 8:38   (Última atualização: 24/04/2014 às 08:55:21)

Face to Face: Dilma responde perguntas sobre o Marco Civil

10291058_385343044936901_6612000421418751463_nA presidenta Dilma Rousseff responde nesta quinta-feira (24), a partir das 9h, perguntas enviadas por internautas sobre o Marco Civil da internet na página do Palácio do Planalto no Facebook.

Quinta-feira, 24 de abril de 2014 às 8:37  

Agenda: Formatura do Pronatec em Cuiabá

Agenda presidencialA presidenta Dilma Rousseff participa, nesta quinta-feira (24), às 11h, em Cuiabá (MT), de cerimônia de entrega de 638 unidades habitacionais do Residencial Altos do Parque II, do programa Minha Casa Minha Vida. Às 13h10, faz visita às obras da Arena Pantanal. Em seguida, às 14h30, participa de cerimônia de formatura do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

Quarta-feira, 23 de abril de 2014 às 15:30   (Última atualização: 23/04/2014 às 15:39:02)

Dilma: Aprovação do Marco Civil é contribuição preciosa ao debate sobre os rumos da rede

Após abertura do NetMundial, Dilma se reúne com Hamadoun Touré, secretário-geral da União Internacional de Telecomunicações e Fadi Chéhadé, CEO da ICANN. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Após abertura do NetMundial, Dilma se reúne com Hamadoun Touré, secretário-geral da União Internacional de Telecomunicações, e Fadi Chéhadé, CEO da ICANN. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Twitter

Em sua conta no Twitter, a presidenta Dilma Rousseff desejou boas vindas aos participantes do Encontro Multissetorial Global Sobre o Futuro da Governança da Internet (NetMundial). Na abertura do encontro, a presidenta sancionou o Marco Civil da Internet que, segundo ela, é uma contribuição preciosa ao debate que deve indicar os rumos da rede nos próximos anos.

“Com a aprovação do Marco Civil, o Brasil dá uma contribuição preciosa ao debate que deve indicar os rumos da rede nos próximos anos. Na NetMundial, o Brasil está apresentando propostas para o estabelecimento de um marco civil global capaz de garantir a neutralidade, a liberdade de expressão, a privacidade do indivíduo e o respeito aos direitos humanos, vedando qualquer espécie de censura”.

Após a abertura do encontro, Dilma se reuniu com Fadi Chehadé, CEO da Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números (Internet Corporation for Assigned Names and Numbers); Hamadoun Touré, secretário-geral da União Internacional de Telecomunicações; e Tim Berners-Lee, o criador da internet, para discutir os próximos passos rumo a uma nova governança da Internet.

“Depois da abertura do NetMundial, conversei com Fadi Chehadé, presidente da ICANN, para pensarmos juntos nos próximos passos. Vamos conversar com líderes da África, América Latina e Caribe, Europa, Ásia para debater a implementação efetiva da agenda NetMmundial. Também me reuni com Hamadoun Touré. Reforcei importância de somar com a ICANN e outras organizações para mudarmos a governança da rede. No NetMundial2014 também me reuni com Tim Berners-Lee, fundador da Web. Conversa muito boa sobre o futuro e ampliação do acesso da internet”.

Quarta-feira, 23 de abril de 2014 às 12:01   (Última atualização: 23/04/2014 às 16:55:16)

Dilma sanciona o Marco Civil da Internet

No NetMundial, Dilma sanciona Marco Civil da Internet. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

No NetMundial, Dilma sanciona Marco Civil da Internet. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

A presidenta Dilma Rousseff sancionou nesta quarta-feira (23), em São Paulo, durante o Encontro Multissetorial Global Sobre o Futuro da Governança da Internet (NetMundial), o Marco Civil da Internet. Segundo Dilma, o Brasil tem muito a contribuir no processo de construção de uma nova governança da Internet a partir do amplo processo interno que resultou na lei do Marco Civil da Internet.

“O Brasil tem muito a contribuir, a partir do amplo processo interno que resultou na lei do Marco Civil da Internet, aprovada ontem pelo Congresso Nacional e que tenho a honra de sancionar, aqui, neste evento. A lei, que Sir Tim Berners-Lee considerou ‘um presente para a web em seu 25º aniversário’, demonstra a viabilidade e o sucesso de discussões abertas e multissetoriais, bem como da utilização inovadora da Internet como plataforma interativa de debates”.

Dilma lembrou que o Marco Civil consagra a neutralidade de rede, ao estabelecer que as empresas de telecomunicações devem tratar de forma isonômica quaisquer pacotes de dados, sem distinção por conteúdo, origem e destino, serviço, terminal ou aplicação. Disse ainda que as empresas também não podem bloquear, monitorar, filtrar ou analisar o conteúdo dos pacotes de dados.

“O Marco Civil protege a privacidade dos cidadãos, tanto na relação com o governo quanto nas relações com empresas que atuam na Internet. As comunicações sao invioláveis, salvo por ordem judicial específica. A lei traz, ainda, regras claras para a retirada de conteúdo na rede. O Marco Civil, exemplo de que o desenvolvimento da Internet não pode prescindir dos Estados nacionais, é uma referência inovadora porque, em seu processo de elaboração, ecoaram as vozes das ruas, das redes e das instituições”.

Confira a íntegra

Tweets

Portal da Copa

Portal da Copa

Instagram

Por e-mail

Receba os artigos do Blog do Planalto diariamente por e-mail preenchendo os campos abaixo:

Digite o seu e-mail:


Um e-mail de confirmação do FeedBurner&trade será enviado para você! Confirme no link que será enviado para o seu e-mail para receber os últimos artigos do Blog do Planalto.

-